Como migrar o seu negócio fisico para o digital

A pandemia do Covid-19 nos mostrou que quem não se adapta, morre na praia. Isso porque muitos negócios físicos se tornaram insustentáveis durante o período mais intenso da quarentena, enquanto os digitais, prosperaram.

As vendas online no Brasil cresceram 47% no 1º semestre, a maior alta em 20 anos. Além disso, o país registrou um aumento médio de 400% no número de lojas que abriram o comércio eletrônico por mês durante o período da quarentena. Afinal, com as medidas de isolamento social, vender online foi o caminho encontrado para sobreviver nesse momento.

Mas quem acompanhava as tendências do mercado há tempos, já sabia que esse aumento do e-commerce não é novidade. As vendas online vinham crescendo nos últimos anos, com projeção de crescimento de 18% em 2020 antes da pandemia. Só que é indiscutível que o isolamento social catapultou esse movimento de transição do físico para o online.

Se você também quer entrar nessa onda, aumentar o alcance da sua marca, gera ainda mais negócio e ganhar autoridade, acompanhe o post que vamos te ajudar nessa missão.

Por que migrar para o online?

Ainda com dúvidas dos motivos para fazer a transição do seu negócio físico para o digital? A gente te 5 motivos para sanar todas elas e se jogar no e-commerce. Se liga!

Aumento da sua base de clientes

A pandemia provou que na internet não existem limitações físicas e geográficas, portanto qualquer pessoa do país pode ter acesso ao seus produtos. Ao contrário da loja física que você depende de uma boa localização para ser encontrado pelo seu nicho e mesmo assim fica limitado a uma determinada região, em um e-commerce o seu alcance é bem maior.

Dessa forma, ao migrar para o online as chances de você aumentar sua base de clientes e o seu produto ser encontrado, são bem maiores.

Vendas a qualquer hora

Além da vantagem de receber pedidos de qualquer lugar do país, a internet não tem hora para fechar, né? Logo, seu site fica a disposição daquele cliente que deixa para comprar de madrugada, mas também para os que preferem o horário tradicional. Sem contar que não há aquela pressão dos vendedores que acabam intimidando muitos clientes.

Redes sociais ao seu favor

Não é mais novidade que as redes sociais podem transformar um negócio. Elas são capazes de desenvolver comunidades e estreitar as relações com os consumidores. Além disso, através dela você é capaz estudar quais são as necessidades da sua persona, criar uma abordagem de contato mais próxima do público-alvo e assim construir campanhas que trarão melhores resultados.

Nas redes é possível filtrar melhor o seu público e afastar aqueles clientes que não estão interessados no seu produto. Dessa forma, você economiza dinheiro com campanhas genéricas e investe em construção de comunidade. E tudo isso é possível graças ao marketing digital.

Vale ressaltar que as métricas são seu aliado nas redes e podem te ajudar a guiar na produção de conteúdo, repetindo o que gerou bons resultados e refazendo o que não performou tão bem.

Economia de custos

Não foi só por causa do isolamento social que muitas lojas físicas tiveram que fechar suas portas durante a pandemia do Covid-19. A manutenção de um espaço físico envolve muitos custos: aluguel, IPTU, contas de água e luz, transportes para funcionários e por aí vai. Tem que vender muito para cobrir tudo isso e ainda lucrar.

Por outro lado, ao adotar um e-commerce muitas despesas serão minimizadas e algumas até poupadas. Na loja online, você precisa investir em uma plataforma didática para hospedar a sua loja e o domínio para o site. Incialmente, você consegue fazer tudo de casa e com uma equipe reduzida. Mas conforme o seu negócio for expandido, você vai precisar adotar um espaço como estoque.

3 passos para migrar seu negócio físico para internet

Agora que você já sabe que a internet pode ser o divisor de águas para a sua marca, vamos te ensinar os caminho das pedras para fazer a transição do seu negócio físico. Se liga nesses passos:

1) Planejamento

Vender online tem as suas especificadas. Então não vale simplesmente replicar o que você vem fazendo no seu negócio físico, é necessário planejar essa transição.

Na internet, há uma gama de possibilidades, por isso é necessário segmentar bem o seu público e definir a sua persona. Também é importante mapear os concorrentes, que dialogam com a sua persona e o seu público-alvo.

Além disso, é importante fazer uma curadoria de produtos que você pretende vendar online. Lembrando que nem todo produto que vende fisicamente, pode vender online e vice-versa. É necessário muita análise e estudo para castrar um produto online.

2) Estrutura

Estruturar uma loja online é diferente do mundo físico. Quando você abre um negócio físico, é necessário pensar em um espaço interessante para se instalar e comprar elementos que vão moldar esse local. Já no e-commerce, você deverá investir em um domínio (endereço na internet) e em um registro de marca.

Outra passo importante é escolher um serviço de hospedagem, como o HostGator e King Host, que são duas das opções mais acessíveis do mercado. Se não puder contratar um desenvolvedor para fazer seu site, há opções gratuitas como o Google Sites ou adquirindo temas em sites como Theme Forest. O importante é que seu site seja agradável de navegar e otimizado para dispositivos mobile.

3) Comunicação para a sua marca

Por fim, mas definitivamente não menos importante, é necessário estruturar uma comunicação para a sua marca. Afinal, você precisa fazer seu negócio chegar nas pessoas. Quer saber como? Através do marketing digital.

A estratégia de marketing digital vai te auxiliar a construir uma forte presença na internet. Mas para isso, é necessário planejamento. O primeiro passo é definir qual o objetivo da sua marca: é aumentar as vendas? Ganhar autoridade? Fidelizar clientes? Aproveita e já mensura métricas que você deseja alcançar.

Nesse post, te ajudamos a criar uma estratégica que seja funcional para o seu negócio, seguindo os princípios do funil de conteúdo. Vale espiar!

Decidido a migrar do online para o físico? Esperamos que essas dicas possam te auxiliar nessa missão!

 

 

Compartilhe!

Deixe um comentário