Dica de livro: “Mindset: a Nova Psicologia do Sucesso”

A nova psicologia do sucesso: entenda o mindset

Provavelmente você já ouviu falar sobre mindset, certo? De uns anos para cá, o termo começou a ser amplamente usado, principalmente no universo do empreendedorismo. Mas, afinal de contas, o que ele significa? Será que um mindset correto pode, mesmo, mudar completamente a atitude mental de alguém e influenciar diretamente no desenvolvimento profissional e pessoal dessa pessoa?

Em seu livro, intitulado “Mindset: a Nova Psicologia do Sucesso”, a renomada psicóloga da Universidade de Stanford, Carol S. Dweck, traz a resposta para essas e muitas outras perguntas. A obra, publicada em 2006, foi fruto de décadas de estudo sobre como as pessoas pensam e de que forma isso está relacionado ao sucesso ou fracasso.

O conceito de mindset

Segundo Carol, o mindset nada mais é do que a atitude mental de uma pessoa. Em outras palavras, é como cada um de nós encara a vida e as adversas situações que nos são apresentadas todos os dias. É o mindset que define e explica por que algumas pessoas são otimistas e outras pessimistas, além de ser um fator determinante quando falamos sobre desenvolvimento pessoal e profissional.

Ao longo de suas pesquisas, a autora se viu diante de dois tipos de mentalidade: uma fixa e outra progressiva. Isso significa que as pessoas não possuem apenas um tipo de mindset. Ninguém pode ser, o tempo todo, 100% positivo ou negativo. A diferença entre o sucesso e o fracasso, entretanto, está na habilidade de saber distinguir esses dois tipos de mentalidade e usá-los a seu favor.

Portanto, na visão de Carol, ter êxito em diferentes áreas da vida não depende necessariamente da presença de talentos ou habilidades especiais para cada uma delas. O ponto chave é a maneira como você encara o mundo e qual mindset escolhe como padrão para governar sua vida.

 

Mentalidade fixa e progressiva: qual é melhor?

O mindset fixo, segundo explicação da autora, se baseia em ideias imutáveis. Ou seja, acredita-se que traços, talentos e comportamentos são fixos. Dessa forma, as pessoas aceitam a ideia de que nasceram daquele jeito e não podem mudar. Esse tipo de mentalidade é o que leva alguém a pensar, por exemplo, que o nível de inteligência de uma pessoa é um traço de nascença e não pode ser alterado.

O grande problema do mindset fixo é que ele te impede de tentar evoluir pelo simples fato de você não acreditar que consegue. Assim, pessoas com esse tipo de mentalidade tendem a fazer apenas o que acreditam que conseguem e, por esse motivo, nunca tentam algo novo. Em resumo, o mindset fixo é o que impede o ser humano de sair da sua zona de conforto.

Já o mindset progressivo é o que deve ser adotado por quem busca o sucesso. Quem possui esse tipo de atitude mental acredita, diferente do mindset fixo, que as características humanas podem ser alteradas, principalmente através da prática e persistência. Para alguém com essa mentalidade, não há nada que não possa ser alcançado com foco e comprometimento.

Esse pensamento é o que leva as pessoas com um mindset progressivo a não ter medo de tentar e falhar. Elas entendem que fracassos são parte do caminho e os usam como fonte feedback e aprendizado, a fim de melhorarem cada vez mais e aperfeiçoarem suas estratégias para enfim alcançarem o resultado que desejam.

 

A origem da atitude mental

Se você está se perguntando quando e como o mindset de cada um é definido, nós temos a resposta: tudo começa na infância, com a influência principalmente dos nossos pais, professores e treinadores. O modo como somos tratados e ensinados é crucial para definir o tipo de mentalidade com a qual iremos crescer e enxergar a vida.

Se um professor classifica seus alunos pela inteligência e, baseado nisso, passa a tratá-los de maneira diferente, consequentemente ele os está influenciando a adotar uma atitude mental fixa. Dessa forma, esses alunos passam a acreditar que não podem mudar sua inteligência ou posição, e que as crianças mais inteligentes sempre vão ter mais privilégios e oportunidades.

Entretanto, se olharmos esse cenário pela lógica do mindset progressivo, começamos a entender que essas crianças não devem se conformar e ficar estagnadas apenas porque acham que nunca vão ser tão inteligentes quanto as outras. No lugar disso, o que deveria ser ensinado a elas é que perseverança e esforço são muito mais importantes do que qualquer outra coisa.

É importante que, desde pequenas, as crianças sejam incentivadas a tentar coisas novas para que assim desenvolvam melhores estratégias de aprendizados. Ao invés de fazer com que se sintam menos inteligentes por falharem, o papel dos pais e mestres é fazê-las entender que são capazes de realizar mudanças significativas se trabalharem ativamente para isso.

 

Abrace a mudança

Para além do campo profissional, o mindset de uma pessoa também tem grande influência em outros aspectos da vida. Relacionamentos em um geral, sejam eles de amizades, familiares ou amorosos, são diretamente influenciados pela forma como enxergamos o mundo. Nossa mentalidade determina como convivemos e lidamos com outras pessoas.

Enquanto alguém com uma atitude mental fixa geralmente tem dificuldades para se relacionar, quem adota um mindset progressivo sabe lidar melhor com as divergências e obstáculos que podem surgir no meio do caminho. Assim, seus relacionamentos interpessoais são mais equilibrados, saudáveis e duradouros.

Dessa forma, fica claro que, para alcançar o sucesso, tanto profissional quanto pessoal, é fundamental que trabalhemos para alterar nossa mentalidade para uma cada vez mais progressiva e aberta a mudanças. Quem cultiva um mindset fixo precisa decidir, conscientemente, alterar sua atitude mental e trabalhar diariamente para isso.

Mudar a forma como pensamos e enxergamos o mundo não é uma tarefa fácil, principalmente se cultivamos esse tipo de mentalidade há muito tempo. Entretanto, assim como Dewck ensina em seu livro, não há nada que não possa ser alcançado com esforço e dedicação. Lembre-se sempre que talento, habilidades e inteligência não definem o seu sucesso. O único responsável por ele é você mesmo.

Confira mais dicas de livro aqui!

Compartilhe!

Deixe um comentário

Estamos atendendo pelo WhatsApp

Seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, estamos trabalhando de home office temporariamente. Se precisar de atendimento, pode nos enviar um WhatsApp que responderemos o mais breve possível!