Chico rei: criatividade e preocupação com projetos sociais

Conheça a história de sucesso da empresa mineira Chico Rei

O mineiro Bruno Imbrizi, saiu de Além Paraíba em 2005 para cursar artes na Universidade Federal de Juiz de Fora. Contudo, mal sabia ele, que essa mudança, mudaria a sua vida e a vida de muita gente. Através de sua visão, e do amigo e ex-sócio André de Andrade, a grife de camisetas com estampas criativas Chico Rei, nasceu. Atualmente, com mais de 2 mil modelos de camisas diferentes, os números da loja, que é exclusivamente online, fazem inveja em muita marca grande por aí. A empresa mineira vendeu 300 mil peças pela internet em 2019 e o faturamento total ficou em 12 milhões de reais — com a expectativa de chegar a 15 milhões este ano.

No início, a Chico Rei, funcionava em um quarto na casa de Bruno, que passou os três primeiros anos sem conseguir tirar nenhuma remuneração do negócio. Com produção terceirizada, ele e sua colega de faculdade, Carol Bianque, colocaram o site no ar, mesmo sem nenhuma experiência com e-commerce. Até que, em 2015, a empresa se estabeleceu em seu endereço atual, um prédio de quatro andares erguido no bairro Santos Dumont, em Juiz de Fora. O espaço abriga toda a operação, desde a confecção a um estúdio fotográfico usado para cliques de modelos com cada estampa nova.

Bruno Imbrizi

Hoje a marca tem oito temas principais: “brasilidade”, “cinema”, “games”, “geek”, “humor”, “literatura, “música” e “séries”. Inclusive, o cantor Milton Nascimento estampa vários produtos da grife. A Chico Rei é a única licenciada no Brasil para vender produtos com estampas da artista mexicana Frida Kahlo, “Hoje somos a única marca de camisetas oficializada pela Frida Kahlo Corporation. Temos liberdade para criar tudo sobre o tema e imagens da Frida. Basicamente nós desenvolvemos as coleções em nosso estúdio, são aprovadas no México e lançadas na sequência”, explica Bruno.

A empresa destaca-se por valorização do capital humano

Um dos diferenciais da grife é a sua forma de contratação de funcionários, “Contratamos pessoas que gostam do novo, não têm medo de desafios, nem são acomodadas. Têm vontade de transformar o mundo. Costumamos dizer que preferimos segurar um louco que empurrar um morto.” Falando em transformar o mundo, entre 5% e 10% do valor arrecadado com todas as peças vendidas pela Chico Rei são revertidos para algum projeto ou grupo de apoio social. Entre as instituições beneficiadas estão o Instituto Jô Clemente de São Paulo e a escola municipal Santos Dumont.

Como a Chico Rei não para de surpreender, a marca fechou um acordo com o  governo mineiro e a direção da Penitenciária Professor Ariosvaldo Campos Pires, em Juiz de Fora, para incentivar o trabalho em troca da regressão de pena. São 40 presidiários, produzindo camisetas da Chico Rei, e a equipe será totalmente liderada por mulheres.

  • Projeto: Chico Rei
  • O que faz: Venda online de camisetas estampadas, com porcentagem destinada a projetos sociais.
  • Sócio(s): Bruno Imbrizi
  • Funcionários: 85
  • Sede: Juiz de Fora (MG)
  • Início das atividades: 2008
  • Investimento inicial: R$ 5 mil
  • Faturamento: R$ 15 milhões (previsão para 2020)
  • Contato: contato@chicorei.com.br

Quer ler mais histórias de sucesso? Confira!

 

 

Compartilhe!

Deixe um comentário

Estamos atendendo pelo WhatsApp

Seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, estamos trabalhando de home office temporariamente. Se precisar de atendimento, pode nos enviar um WhatsApp que responderemos o mais breve possível!