Chef Empreendedor: João Alberto e o seu Mercêdes Bistrô

O Chef Empreendedor que obteve sucesso em uma cidade com pouco mais de 18 mil habitantes

Aqui na Faculdade EnsinE em Juiz de Fora há muitas oportunidades de aprender sobre empreendedorismo. A história do João Alberto, Chef Empreendedor de sucesso e proprietário do Mercêdes Bistrô em Sapucaia, é uma delas.

O professor e coordenador da pós-graduação em Gastronomia Contemporânea da EnsinE, Tibério Alfredo, nos apresentou a história do João Alberto, um ex-aluno que hoje é referência quando o assunto é Chef Empreendedor.

Não só Referência, mas também Destaque Empresarial MG 2021. João Alberto recebeu o reconhecimento no Cine Teatro Brasil, na cidade de Além Paraíba, aqui em Minas, na divisa com o estado do Rio, no dia 14 de janeiro.

No Mercêdes Bistrô, João Alberto recebe pessoas comuns, artistas, intelectuais e chefs de cozinha renomados, para uma experiência gastronômica… indescritível.

O chef empreendedor que surpreendente

O orgulhoso João Alberto e o seu aconchegante Mercêdes Bistrô

Em uma busca rápida no Google sobre a reputação do Mercêdes Bistrô, 3 palavras se destacam: “perfeito”, “surpreendente”, “espetacular”.

Mas não é isso que a Gastronomia Contemporânea faz? Nos surpreender?

João Alberto faz muito mais que Gastronomia Contemporânea: sua culinária franco-brasileira está colocando a cidade de Sapucaia no mapa da gastronomia contemporânea regional.

Em nossa visita para essa entrevista, o ambiente do Mercêdes Bistrô nos enviou à lembranças caseiras, com aromas que ativam nossa memória gustativa, e a aclimatação é aconchegante, familiar.

Quando imaginamos Gastronomia Contemporânea, pensamos em porções diminutas, quase uma degustação.

Mas no Mercêdes Bistrô, a Gastronomia é contemporânea na essência, mas servida em um prato muito generoso, que o chef empreendedor João Alberto prepara com amor e criatividade.

O começo de tudo

Desde o curso primário da escola, João Alberto aprendeu com sua mãe, D. Mercêdes, a fazer empadões e empadinhas.

Iniciou assim sua “carreira gastronômica” para custear a sua formatura no colegial anos depois, despertando desde essa época o seu empreendedorismo latente.

Poupar era sua “palavra-chave”. João sempre encontrava meios para conseguir dinheiro para ajudar a família e juntar um pouco, como todo bom chef empreendedor.

Como lema familiar, João Alberto sempre se lembra: “Se for justo e honesto, faça”. Juntava um bom dinheiro varrendo quintais, vendendo pipoca, picolé, já foi pedreiro…

Não importava o trabalho, eram todos dignos. Enquanto seus colegas riam dele, ele não se intimidava, pois estava ganhando seu dinheiro honestamente.

Foi para o Rio de Janeiro com a “cara e coragem”, aos 19 anos, para trabalhar como office boy na área de turismo, mesmo sem conhecer nada por lá.

Sempre aplicado aos estudos, se destacou bastante e foi para uma empresa maior, dando início a sua trajetória no mercado financeiro, onde trabalhou por 16 anos.

Continuou estudando e foi crescendo na empresa até que foi promovido a cargos de liderança e, tempos depois, de diretoria.

Uma paixão oculta

Nessa época, já conseguia desenvolver um pouco de sua grande paixão (mesmo que ainda não soubesse): a gastronomia.

Fornecia quentinhas e sobremesas para o seu antigo trabalho no mercado financeiro, na cidade de Niterói, estado do Rio. Começava ali o seu “voo solo”, como diz João Alberto.

Após finalizar sua jornada no mercado financeiro, decidiu voltar para Sapucaia e começou a fazer quentinhas, com a ajuda de sua querida mãe, D. Mercêdes, somente aos domingos.

Recebia os pedidos na sexta-feira e no sábado, para planejar a jornada e a logística. Claro, isso também faz parte da rotina do bom chef empreendedor, atento a todas as etapas no negócio.

O sucesso foi tão grande que chegava a preparar entre 400 e 500 quentinhas por domingo.

Imaginem o tamanho do desafio, sendo preciso mais de um veículo para atender à demanda que, nessa época, já era interestadual.

Por que estou aqui?

A aprazível cidade de Sapucaia
A aprazível cidade de Sapucaia

João Alberto também fez faculdade de Gastronomia Contemporânea após retornar à sua cidade natal, formando-se no ano de 2014, fazendo em seguida muitos cursos de especialização.

“Estudei o mercado de gastronomia”, diz João Alberto. “Todos faziam essencialmente mesma coisa e tinham o mesmo objetivo: faturar”.

Então, em uma visão empreendedors, decidiu: “Vou abrir um bistrô em Sapucaia”. Uma cidade pequena, longe de grandes centros urbanos. Pode parecer loucura para alguns.

“Fazer sucesso fora das grandes cidades é impossível”. “Não tem nenhum bistrô na cidade, João…” Eram essas as frases que ele escutava quase sempre.

Mas o chef empreendedor acreditou no seu sonho e foi em frente. Sua mãe, D. Mercêdes, sempre lhe dizia: “Não faça comida para vender, meu filho. Cozinhe como se fosse para você e sua família”

Com esse pensamento, e com tudo que aprendeu na faculdade de Gastronomia e nos cursos, se dedicou, passou por problemas como todos nós, e venceu. Está vencendo, dia a dia.

Até hoje, é o único bistrô da cidade. Seu espírito empreendedor nunca esteve errado.

Com fins de semana bastante concorridos, recebe grupos de entusiastas da gastronomia contemporânea, da cozinha experimental e molecular das cidades de Teresópolis, Petrópolis, Rio de Janeiro, além de fregueses das regiões mais próximas.

Comemoram aniversários, bodas, ou para conhecer a fusão da cozinha francesa com a brasileira. Todos têm uma excelente impressão do pequeno, mas bem-sucedido empreendimento.

João Alberto, sempre atento às reinvenções que a gastronomia permite, fez cursos de Mixologia Molecular, entre outros.

Essa técnica, difundida pelo chef catalão Ferran Adrià, permite a criações com muita intensidade no sabor, com diferentes formas de apresentação como, por exemplo, em gel e espumas.

Incluem também técnicas de cozimento em baixas temperaturas e conhecimentos de química e física. “A cozinha fica parecida com um laboratório”, brinca João Alberto.

Ele inclusive incorporou em seu cardápio algumas de suas criações de gastronomia molecular no bistrô. Batizou um prato de “Uma lembrança de uma cozinha mineira” (fica a dica).

O Mercêdes Bistrô atende de 4a a domingo. Visite as redes sociais do João Alberto:

Acompanhe essa série que a Faculdade EnsinE e vamos conhecer esta e outras histórias fantásticas.

Vamos aprender também, com o exemplo do João Alberto, como ser um chef empreendedor de sucesso, mesmo contra todas as adversidades.

 

Aproveite e conheça mais sobre o curso de Gastronomia Contemporânea da Faculdade EnsinE. O empreendedorismo está em nosso DNA.

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR DE LER O TEXTO:

 

O segundo vídeo da série Chef Empreendedor

Terceiro vídeo

Quarto capítulo

Quinto capítulo

Penúltimo capítulo

Último capítulo

 

Deixe um comentário

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp.