Setembro Amarelo na Preta

“Você não está sozinho. Acredite” é o slogan do evento. Idealizado pelo Dr. Pedro Nardelli, Psiquiatra (na foto acima com a Preta), reuniu muitas pessoas neste domingo, 12 de setembro, na Barraca da Preta, para uma conversa esclarecedora sobre o estigma da prevenção ao suicídio. Veja no final desta matéria a entrevista do Dr. Nardelli onde, em pouco mais de 3 minutos, ilustra e orienta a identificar e a como ajudar pessoas em depressão.

Estiveram presentes muitos médicos, profissionais de Educação Física, esportistas e voluntários, que trocaram suas experiências bem sucedidas no cuidado e na atenção à pessoa que sofre com depressão, e em como esse apoio ajuda a salvar vidas.

O evento foi na Barraca da Preta, na via São Pedro, conhecido lugar de prática de esportes e parada obrigatória para uma água de côco ou uma água gelada. Pretinha, como carinhosamente a chamam, atendia a todos com aquele abraço apertado, sua marca registrada.

O local, já charmoso, foi lindamente decorado nas cores do mês para receber as pessoas, com uma bela mesa de frutas e delícias artesanais 100% naturais, água de coco à vontade, chup-chups de frutas que as crianças (e os adultos) adoraram.

Uma tenda Ação do Bem foi disponibilizada para as pessoas aferirem a pressão e a glicose, e descansarem um pouco à sombra enquanto recebiam dicas de saúde, de apoio à prática de esportes e alimentação saudável.

Na entrevista concedida à EnsinE, Dr. Pedro Nardelli ilustrou a origem e a importância da campanha no Brasil, alertou sobre a importância de se permitir prestar atenção àquela pessoa ou parente em dificuldades e, principalmente, olhar a situação sem o preconceito já “enraizado”, infelizmente, em nossa sociedade.

Atualmente, a atenção à pessoa com depressão envolve equipe multiprofissional de médicos, a família, os amigos e também a igreja que a pessoa frequenta. E a boa notícia é que, segundo Dr. Nardelli, 96% dos casos têm tratamento.

Dr. Nardelli também informou sobre a importância da prática de atividades físicas, que tem a capacidade de melhorar e até reverter casos de depressão. Todo exercício físico, devidamente orientado, ajuda a produzir hormônios que beneficiam o organismo como um todo, tornando a vida mais gratificante.

“A prática de atividades físicas é fundamental no tratamento dos transtornos mentais, gerando nas pessoas motivação, criação de metas, bem-estar e melhoram a autoestima.”
Dr. Pedro Nardelli, Psiquiatra

Assista abaixo a entrevista concedida à EnsinE.

 

Links úteis:

Centro de Valorização da Vida – CVV – www.cvv.org.br

Centro de Apoio Psicossocial de Juiz de Fora – CAPS

 

Compartilhe!

Deixe um comentário