O que fazer com a nota do enem?

O QUE VOCÊ VAI LER

Você estudou o ano inteiro, chegou seguro para a prova e aguardou pacientemente. Agora que o resultado finalmente saiu, você quer saber o que fazer com a nota do Enem.

Existem pelo menos 5 possibilidades de utilizar a nota a seu favor:

  • Vagas em Universidades Públicas
  • Bolsas em Universidades Particulares
  • Melhores condições de finciamento dos estudos
  • Vaga em instituições do exterior
  • Matrícula direta ou nota complementar

Se você está de olho nas vagas e programas de financiamento, não custa lembrar que quanto melhor tiver sido sua nota, melhores serão suas oportunidades.

Quer descobrir como aproveitar ao máximo as suas chances e usar a nota do Enem para construir seu futuro profissional? Leia o texto até o final que a gente explica!

Leia também

Quanto custa e quanto tempo dura a Faculdade de Educação Física

Gastronomia EAD funciona?

As profissões mais bem pagas no Brasil

Qual a faculdade certa quando o futuro é incerto?

Como se tornar um profissional disputado no mercado?

Compreendendo o ENEM e suas oportunidades

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), iniciado em 1998, é um exame nacional padronizado e não obrigatório no Brasil, administrado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), vinculado ao Ministério da Educação.

Desde 2009, o ENEM passou por uma transformação significativa, expandindo seu formato para incluir 180 questões de múltipla escolha, divididas em quatro áreas de conhecimento:

  1. Linguagens, códigos e tecnologias relacionadas
  2. Ciências Humanas e suas tecnologias
  3. Ciências da Natureza e suas tecnologias
  4. Matemática e suas tecnologias

O exame é realizado em dois dias consecutivos – um no sábado e outro no domingo.

O que fazer com a nota do ENEM?

O ENEM serve a diversos propósitos. Ele é usado como exame de admissão para inscrição em muitas universidades no Brasil, tanto públicas quanto privadas. Algumas instituições federais utilizam o ENEM integralmente ou parcialmente em seus processos seletivos.

Além disso, o ENEM também é empregado para certificação de conclusão do ensino médio e como critério para participação em programas federais como o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudo em instituições de ensino superior.

1. Sisu para Universidades Públicas

Criado em 2010, o SISU (Sistema de Seleção Unificada) utiliza a nota do ENEM para selecionar estudantes para as Universidades Públicas.

Em 2023, foram disponibilizadas 226.399 vagas para a primeira edição e 51.277 vagas para a segunda edição do ano, abrangendo milhares de cursos em diversas instituições. Em 2024, por outro lado, a oferta foi de 264.254 vagas em 127 instituições públicas de ensino superior.

Jovem mulher estudante estuda folhas de anotações com fórmulas matemáticas
O SISU, criado em 2010, usa a nota do ENEM para selecionar alunos para universidades públicas permitindo até duas opções de curso. Crédito: EBC-EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO/Agência Brasil.

 

O 1º Processo Seletivo do SISU de 2024 acontece entre os dias 22 e 25 e Janeiro.  Os candidatos podem escolher até duas opções de curso, com a possibilidade de alterar essas escolhas durante o período de inscrição.

As instituições participantes podem definir pesos diferentes para cada matéria e nota mínima por curso. Além disso, a nota de corte, que é a menor nota para ficar entre os selecionados em um curso, é calculada diariamente durante o período de inscrição, com base no número de vagas e no total de candidatos. Em outras palavras, isso significa que os candidatos precisam monitorar as notas de corte regularmente para maximizar suas chances de serem selecionados para o curso desejado.

Mas atenção: cursos mais procurados e universidades de renome tendem a ter notas de corte mais altas, tornando a competição mais acirrada.

2. ProUni e Bolsas de Estudo

Criado em 2004, o Programa Universidade para Todos (ProUni) oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior para brasileiros que não possuem diploma de ensino superior.

Para concorrer às bolsas, aliás, é necessário ter participado da última edição do ENEM, alcançando uma média mínima de 450 pontos e nota acima de zero na redação.

Candidatos interessados na bolsa integral precisam comprovar uma renda bruta familiar mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Já para a bolsa parcial de 50%, a renda bruta familiar deve ser no máximo de três salários mínimos por pessoa. Além disso, o candidato precisa atender a uma das seguintes condições:

  • Ter completado o ensino médio em escola pública.
  • Ter sido bolsista integral em escola privada durante todo o ensino médio.
  • Ter estudado parte do ensino médio em escola pública e parte em escola privada, sendo bolsista integral na escola privada.
  • Ser pessoa com deficiência.
  • Ser professor da rede pública em efetivo exercício da educação básica, fazendo parte do quadro permanente de uma instituição pública. Estes candidatos podem concorrer a bolsas em cursos de licenciatura sem necessidade de comprovação de renda.
Mulher jovem sorri e comemora olhando para a tela de um notebook
O ProUni, criado em 2004, oferece bolsas em instituições privadas de ensino superior para brasileiros sem diploma, exigindo participação no ENEM e atendimento a critérios de renda.

 

Vantagens do ProUni

O processo de inscrição no ProUni é feito em etapa única e exclusivamente pela internet, sem custos. O candidato pode selecionar até duas opções de curso, instituição e turno, de acordo com seu perfil. Além disso, candidatos com deficiência ou que se autodeclaram indígenas, pretos ou pardos podem optar por concorrer às bolsas de ação afirmativa.

Optar pelo ProUni pode ser vantajoso por diversos motivos. Além de facilitar o acesso ao ensino superior privado para estudantes de baixa renda, o programa permite que muitos realizem o sonho de obter uma formação superior sem a preocupação com os custos elevados de mensalidades, o que pode ser um grande diferencial na carreira profissional.

 

3. FIES para Financiamento Estudantil

Se você ainda não sabe o que fazer com a nota do ENEM, saiba que ela é obrigatória caso opte por financiar seus estudos.

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Governo Federal brasileiro que oferece suporte financeiro crucial para muitos jovens, possibilitando que realizem seus sonhos acadêmicos e se preparem para um futuro profissional promissor.

Para participar, quatro critérios são obrigatórios:

  1. ter participado de uma das edições do ENEM a partir de 2010;
  2. ter alcançado pelo menos 450 pontos na média das provas;
  3. não ter zerado a redação;
  4. comprovar uma renda bruta familiar mensal per capita de até 3 salários mínimos.

O desempenho nas provas, aliás, é uma parte fundamental dos critérios de elegibilidade para o FIES. Afinal, isso garante que o financiamento aos estudantes que demonstraram um certo nível de proficiência e conhecimento através do ENEM.

Mulher jovem segurando pastas de documentos e sorrindo para câmera
O FIES, utilizando a nota do ENEM, oferece financiamento estudantil para quem quer cursar o ensino superior, com critérios de pontuação no ENEM e renda familiar.

 

O desempenho no ENEM é utilizado não apenas para determinar a elegibilidade para o FIES, mas também para o processo de seleção e classificação dos candidatos que se inscrevem para o financiamento

Vantagens do FIES

Durante o processo de inscrição, os candidatos podem escolher até três cursos. A pontuação do ENEM determina o processo de seleção, sendo este um dos critérios para desempate. Outro critério é a pontuação na redação do ENEM. Uma vez aprovados, os estudantes podem então contratar o financiamento com o agente financeiro autorizado pelo FIES.

Para participar do programas, os interessados devem se inscrever no FIES em datas específicas anunciadas pelo governo. Após a inscrição, ocorre o processo de seleção.

Aliás, a vantagem do FIES é que as taxas de juros são baixas e o pagamento flexível. Enquanto estuda, o aluno só precisa pagar os juros do empréstimo a cada 3 meses. Após a conclusão do curso, há um período de carência e, em seguida, inicia-se o pagamento das parcelas do financiamento.

4. Matrícula Direta e Complementação de Notas

Muitas instituições de privadas ensino superior aceitam a nota do ENEM como critério de admissão direta. Isso significa que os estudantes podem se matricular em cursos de graduação sem a necessidade de passar por outros processos seletivos da instituição. Em outras palavras, a nota do ENEM pode substituir o vestibular tradicional ou funcionar como uma via alternativa de ingresso.

Instituições privadas de ensino superior aceitam a nota do ENEM como critério de admissão direta, substituindo vestibulares tradicionais e variando conforme a política de cada instituição. / Créditos:
Edilson Rodrigues/Agência Senado

 

Cada instituição tem suas próprias regras sobre como utilizar a nota do ENEM. Primeiramente, é importante verificar esses detalhes com a instituição de interesse. Em seguida, os candidatos devem apresentar seus resultados do ENEM durante o processo de matrícula. Lembre, porém, que algumas instituições estabelecem um limite mínimo de pontuação no ENEM para admissão.

A instituição irá avaliar a nota do ENEM em conjunto com as outras notas do candidato para determinar a admissão ou a possibilidade de melhorar a classificação no processo seletivo.

5. Estudando no Exterior com a Nota do ENEM

Nos últimos anos, diversas universidades em países como Portugal, França e Estados Unidos aceitam a nota do ENEM em seus processos de admissão. Isso significa que os estudantes brasileiros podem utilizar seus resultados do ENEM para se candidatar a cursos de graduação e pós-graduação nestas instituições internacionais.

O que fazer com a nota do Enem para estudar fora do Brasil
  • Pesquisa e Planejamento
    • Comece pesquisando quais universidades estrangeiras aceitam a nota do ENEM. Cada instituição tem critérios específicos e diferentes processos de admissão.
  • Preparação do Dossier Acadêmico
    • Prepare um dossier acadêmico, incluindo seu histórico escolar, a pontuação do ENEM e outros documentos necessários, como cartas de recomendação e certificados de proficiência em idiomas, se exigidos.
  • Processo de Candidatura
    • Submeta sua candidatura de acordo com as orientações da universidade escolhida. Este processo pode incluir preenchimento de formulários online, envio de documentos e, em alguns casos, entrevistas ou testes adicionais.
  • Bolsas de Estudo e Financiamento
    • Explore oportunidades de bolsas de estudo ou outras formas de financiamento que podem estar disponíveis para estudantes internacionais.
Selfie de grupo multiétnico de jovens estudantes
Universidades em países como Portugal, França e Estados Unidos aceitam a nota do ENEM para admissão em cursos superiores, exigindo pesquisa, preparação de documentos e candidatura online.

 

Lembre-se, sua nota do ENEM é uma ponte para inúmeras possibilidades. Explore cada uma delas e use esse conhecimento para construir um futuro brilhante. Você tem um mundo de oportunidades esperando por você, então vá em frente e conquiste seus sonhos!

Deixe um comentário

Você também pode gostar de ler

Gastronomia

Jornal Nacional mostra a falta de padeiros no Brasil

Difícil encontrar alguém que não ame o cheiro, o som, o sabor e a alegria de um pão fresquinho. O pão é a base da alimentação da maioria dos brasileiros e um alimento fundamental no cotidiano das famílias, estudantes e colegas de trabalho. Já imaginou o que aconteceria se toda essa gente ficasse sem pão? Pois saiba que tal cenário hipotético – e terrível – é motivo de análise nos últimos anos. Isso porque o mercado de trabalho na área

Continuar lendo »
Negócios

Como se tornar um profissional disputado no mercado

Nem poupança, nem bens, nem seguro: conseguir se tornar um profissional disputado no mercado é o maior ativo que existe hoje. Nós estamos todos vivendo grandes transformações. As mudanças ambientais, políticas, tecnológicas e econômicas aumentam ainda mais o desafio e a complexidade de quem quer se destacar profissionalmente. Além disso, transformações no mundo do trabalho exigem respostas inovadoras. É o grau de empregabilidade da pessoa que determina quais oportunidades chegam até ela, o valor dos salários e as chances de

Continuar lendo »

Funcionamento durante o recesso de Páscoa

A partir de quinta, dia 28, todos os nossos setores estarão em recesso. Retornaremos na segunda-feira, dia 1º de abril (é verdade)!

Aproveite o feriado com alegria e chocolates!