O que é Marketing Digital: o guia completo para iniciantes

Você com certeza já ouviu dizer que marketing é a alma do negócio. Mas como trabalhar essa área do conhecimento à favor do seu empreendimento nessa nova era da informação em que vivemos? Entenda neste post o que é marketing digital e descubra tudo sobre como colocá-lo em prática no seu negócio.

O que é marketing?

Considerado o “pai do marketing”, Philip Kotler definiu esse conceito como “o processo social por meio do qual pessoas e grupos de pessoas satisfazem desejos e necessidades com a criação, oferta e livre negociação de produtos e serviços de valor com outros”.

O marketing é, portanto, uma estratégia que visa gerar valor sobre um serviço, produto ou a própria marca, com o objetivo de conquistar e fidelizar clientes.

Não existe uma data ou um marco que defina, ao certo, quando essa estratégia começou a existir, mas entende-se que o marketing sempre fez parte do mercado.

Mesmo que nas épocas mais antigas não existisse um profissional ou um conceito para marketing, traços dessa prática já podiam ser percebidos na tentativa de vender melhor o seu produto.

Contudo, foi somente após a Revolução Industrial – com a criação e expansão de fábricas e fortalecimento do mercado – já no século XX, que o marketing se consolidou.

Muito diferente do que temos hoje, essa prática tinha o objetivo único de fortalecer a demanda de produtos de uma mesma empresa, criando um relacionamento entre produto e comprador.

O foco era, exclusivamente, no produto e no lucro, o que levou a uma série de estratégias de enganação do público por parte das empresas, manchando a imagem do marketing.

Foi somente anos depois, com a evolução do mercado e do perfil dos consumidores, que o marketing começou a ser trabalhado de uma forma mais parecida com a que temos hoje, com o foco voltado para o cliente.

A evolução do Marketing

Antes de, de fato, entender o que é marketing digital é importante saber como chegamos à essa estratégia que é amplamente utilizada hoje.

Assim como o ser humano e suas relações, o marketing também segue um processo de inovações e mudanças constantes, exatamente porque acompanha a evolução do comportamento da sociedade.

É por isso que Kotler afirma que essa estratégia já passou por diferentes fases até chegar na que vivemos hoje: o marketing 4.0.

Mas como foi o processo de evolução do marketing 1.0, 2.0 e 3.0? Entenda agora a diferença entre cada uma dessas fases.

Marketing 1.0

Essa primeira fase do marketing é marcada pelo foco no produto.

Estamos falando do período industrial, uma época na qual não existia muita competitividade e concorrência entre as empresas.

Logo, o objetivo principal era simplesmente divulgar e vender os bens de consumo produzidos, ressaltando simplesmente a qualidade dos produtos.

Não existia, nem mesmo, uma preocupação com a marca, seu posicionamento ou o relacionamento com o cliente.

O perfil de consumidor da época – imaturo e com pouca visão crítica – também favorecia essa característica da primeira fase do marketing.

A principal estratégia desse primeiro momento foi a divulgação em massa nos principais meios de comunicação existentes, como tv e rádio, com o objetivo de aumentar a visibilidade dos produtos.

Marketing 2.0

Na segunda era do marketing, o foco é no cliente.

A evolução das relações sociais alterou o perfil do consumidor, que se tornou mais consciente e exigente.

Ao mesmo tempo, o comércio se expandia e o consumidor passou a ter mais opções para um mesmo produto, começando a compará-los na hora de escolher qual comprar.

Nesse momento, apenas divulgar seu produto não era mais suficiente para convencer o consumidor. Era preciso prestar atenção ao público.

É nesse contexto que surgem conceitos como segmentação de mercado e público-alvo.

A estratégia que antes passava pela comunicação de massa, agora dividia o público em grupos de interesses comuns e pensava na melhor forma de atingi-los como alvo.

Dessa forma, a divulgação desses produtos também teve que ser repensada para ser mais assertiva e objetiva.

Essa nova estratégia diminuiu os gastos das empresas com a comunicação de massa e focou os esforços de divulgação para o público específico que deveria ser atingido.

Marketing 3.0

A frase de ordem dessa fase do marketing é: foco nos valores.

A era do marketing 3.0 se inicia já com a entrada da internet em cena e todas as novas possibilidades de comunicação que passam a existir com ela.

Enquanto a fase anterior segmentou o público em grupos, a terceira era do marketing é ainda mais específica, falando diretamente com um consumidor único.

Com o avanço tecnológico dos meios de comunicação e a influência da internet, as barreiras físicas se tornam insignificantes para a interação entre as pessoas.

Cada indivíduo agora pode se posicionar, expressar e se comunicar através da internet, seja em blogs, sites ou redes sociais.

Assim, nesse cenário, cada indivíduo tem a capacidade de influenciar vários outros, em uma cadeia infinita.

Nesse contexto, não é mais possível encarar os consumidores como um grupo de pessoas, mas sim como indivíduos, com diferentes valores e vivências.

Assim, a humanização se torna uma característica central para essa nova fase do marketing. Surge, então, o conceito de personas, uma representação do cliente ideal para sua empresa.

É dessa forma que as estratégias se tornam cada vez mais específicas e personalizadas, de acordo com os interesses, problemas, necessidades e valores de cada indivíduo.

Além disso, a humanização vem também como um traço de compromisso das empresas em se preocupar com questões importantes para a população.

Nesse momento, os discursos permeiam a preocupação, por exemplo, com o planeta e com o futuro.

O importante neste momento é desenvolver uma relação de confiança com o consumidor.

Marketing 4.0

Por fim, chegamos à última fase do marketing até o momento.

Se a era 3.0 já foi marcada pela internet, na fase 4.0 nos deparamos com um avanço ainda maior na interatividade e conectividade permitida por ela.

Neste momento, passamos pela adaptação à economia digital, em um cenário em que todos os nossos processos se inserem neste meio.

Essa nova revolução do marketing é marcada pela quebra da hierarquia e a necessidade do consumidor em se relacionar com os indivíduos que compõem uma marca, e não somente com a instituição.

O grande desafio neste momento é se adaptar e aproveitar ao máximo as oportunidades oferecidas pelos novos meios.

O que é Marketing Digital?

Mas, afinal, o que é marketing digital, como ele funciona e por que ele se tornou essencial para o seu negócio nos dias de hoje?

De encontro ao que Kotler definiu, marketing digital é o conjunto de ações para a promoção de empresas, marcas, pessoas, produtos e serviços, desenvolvidas no meio digital.

Hoje em dia, é essencial que uma marca adote essas estratégias se quiser ser vista e se posicionar no mercado.

O marketing digital pode ser trabalhado por uma empresa, ou até mesmo por uma pessoa, utilizando diferentes canais de atuação, como redes sociais, sites, e-mail e buscadores.

A grande sacada, contudo, é saber como se posicionar e qual é a melhor estratégia para atuar em cada uma dessas diferentes mídias.

Afinal, essa modalidade de marketing é, mais do que nunca, sobre construir relacionamentos.

3 vantagens do Marketing Digital

Agora que você já sabe o que é marketing digital, aqui estão três vantagens de adotar essa estratégia no seu negócio.

Custo acessível

Essa questão é, provavelmente, o que mais chama a atenção quando falamos dessa estratégia.

Uma das melhores características do marketing digital é ser acessível, mesmo para quem não tem um grande orçamento para investir nessa área.

Comparado a outras formas tradicionais, o marketing digital sai muito mais barato para quem deseja implementá-lo e apresenta resultados mais precisos e fáceis de mensurar.

 

Estratégia Certeira

Dentre as características mais importantes quando o assunto é marketing digital está a mensuração de dados.

É através dela que você consegue medir a efetividade da sua estratégia e como otimizá-la cada vez mais.

Assim, você é capaz de fazer investimentos certeiros, já sabendo o que funciona melhor para atingir o seu objetivo e melhorar a experiência do cliente com a sua marca.

 

Interatividade e Direcionamento

Essa é uma grande vantagem na hora de criar relacionamento com o público e transformar a experiência do consumidor com a sua marca.

O marketing digital permite uma maior interatividade do público com os posts e campanhas traçados pelas empresas, aumentando o engajamento e o posicionamento da marca.

Além disso, ele permite que você, não só atinja um público maior, como chegue até às pessoas certas, que, de fato, são o perfil ideal de cliente para o seu negócio.

Com uma estratégia bem definida, você reduz custos, atinge diretamente o seu público e consegue, inclusive, informações valiosas sobre padrões de comportamento dos seus consumidores, conhecendo mais sobre eles e sabendo, exatamente, como devem ser os próximos passos.

5 Estratégias de Marketing Digital

Você já entendeu o que é marketing digital e quais são as principais vantagens para implementá-lo na sua empresa.

Conheça agora 5 estratégias complementares para colocar em prática no seu negócio.

 

Inbound Marketing

Também conhecido como marketing de atração, essa é uma estratégia que envolve compartilhamento de conteúdo relevante e de qualidade para atrair público.

Essa é uma ótima forma de criar um relacionamento com os consumidores, fazendo com que eles se aproximem da sua empresa por ter interesse no que você tem a dizer.

Isso porque a produção de conteúdo é segmentada. Você pode pensar que essa estratégia vai atrair menos público, mas, na verdade, significa que você está atraindo o público certo.

Essa conexão estabelecida aumenta o poder de persuasão da sua marca, tornando-a extremamente influente para seu consumidor e aumentando o número de leads do seu negócio.

O objetivo do Inbound Marketing é atrair clientes, converter leads em vendas e construir uma relação duradoura com o consumidor.

Mas, atenção! Planejamento e execução de qualidade são essenciais para o sucesso do Inbound no o seu negócio.

Para isso, seguir uma lógica de funil de vendas é essencial na hora de criar conteúdos para atrair, iniciar e conduzir a jornada do cliente.

 

Marketing de Conteúdo

Essa é uma estratégia importantíssima para ser aliada ao Inbound Marketing.

O marketing de conteúdo tem foco na produção e distribuição de conteúdo relevante, com o objetivo de gerar valor para o consumidor e tornar o processo de venda natural.

Dentro do que é proposto pelo funil de vendas, é preciso fazer um estudo de público-alvo e das personas antes de começar a produzir esses conteúdos.

Isso porque eles devem estar totalmente aliados ao interesse desse público, com o objetivo de solucionar dúvidas, despertar desejos, fazer descobrir problemas existentes e criar uma relação de confiança com esses consumidores.

Dessa forma, é possível, inclusive, educar o mercado e consolidar a imagem da sua marca a um posicionamento de referência no assunto dentro do mercado.

O ponto chave é gerar valor para estabelecer um relacionamento duradouro, fidelizar, se aproximar e criar engajamento com o público.

 

SEO

O Search Engine Optimization (ou otimização para mecanismos de busca) é o processo de otimização de sites, páginas e blogs, através de estratégias que ajudam a aumentar o fluxo orgânico nesses meios.

Com a utilização de técnicas de SEO é possível melhorar o ranqueamento das suas páginas e conteúdos em mecanismos de busca, como o Google, por exemplo.

Isso acontece porque esse conjunto de estratégias ajudam essas plataformas a enxergarem o seu conteúdo como a melhor opção para sanar as necessidades de alguém.

Quanto melhor posicionado a sua página estiver nos mecanismos de busca, maior vai ser o tráfego orgânico de pessoas que você está atraindo para o seu site.

E é claro que quanto mais gente acessar e interagir com o seu conteúdo, maior a chance de gerar leads que, possivelmente, serão convertidos em vendas para o seu negócio.

Além disso, esse melhor posicionamento e aumento do tráfego orgânico ajudam a tornar a sua marca como referência no mercado.

A melhor parte do SEO é que ele não precisa de nenhum tipo de investimento, basta, simplesmente, utilizá-lo para otimizar um conteúdo que você já tem.

Alguns exemplos de otimização de SEO essenciais para seu conteúdo são:

 

  • Planejamento e utilização estratégica de palavras-chave;
  • Otimização de conteúdo, título, imagens e meta descrição;
  • Otimização da url.

 

Além disso, quanto mais backlinks e menções seu conteúdo e sua marca tiverem, maior a chance de um melhor ranqueamento nos mecanismos de busca.

Lembrando também que todo esse processo deve ser feito sempre considerando o alvo principal do seu conteúdo.

Por isso é essencial que cada escolha seja estrategicamente pensada a partir do estudo das personas do seu negócio.

E, claro, assim como tudo que envolve o marketing digital, mais importante que adotar as estratégias, é sempre estar atento às métricas que resultam de cada uma.

E-mail Marketing

Se você é uma dessas pessoas que pensa que a era do e-mail já acabou, pode se preparar para mudar de ideia agora.

O e-mail marketing é uma estratégia muito útil e eficaz de marketing digital que ainda é amplamente usada e gera resultados positivos para quem consegue aproveitar seu potencial.

Seu objetivo é bem simples: enviar mensagens comerciais para um mailing empresarial.

Além de ajudar a se comunicar com o cliente (ou clientes em potencial), o e-mail marketing pode auxiliar no aumento das vendas do seu negócio e no fortalecimento da sua marca.

Esses e-mails podem conter conteúdos informativos, conteúdos que estimulem o público a realizar uma ação na sua página, conteúdos diretamente relacionados à conversão ou, até mesmo, conteúdos educacionais, que tirem dúvidas ou ensinem o seu consumidor.

 

Para colocar o e-mail marketing em prática no seu negócio, entretanto, é importante ter um bom planejamento, seguindo, inclusive, um calendário editorial para os conteúdos.

É importante pensar, ainda, em como esse conteúdo vai ser apresentado para o seu público: como vai ser o template? De que forma as informações vão estar organizadas?

Além disso, é essencial buscar ferramentas corretas de disparo para esses e-mails, a fim de evitar que eles sejam considerados como “spam” na caixa de quem receber.

O e-mail marketing é uma ótima ferramenta, com largo alcance, e que pode trazer ótimos resultados para a sua marca.

 

Redes Sociais

Por último e tão importante como os outros, as Redes Sociais são excelentes canais utilizados pelo marketing digital.

Elas são o lugar perfeito para interagir e criar uma relação com o público através de conteúdos e ações.

Além disso, essa é uma ótima ferramenta para explorar a humanização, mostrando para o consumidor muito mais sobre a sua empresa do que, de fato, o produto ou serviço oferecido.

Para começar a sua estratégia em uma rede social, primeiro é necessário estabelecer o objetivo que você quer atingir com essa ferramenta.

Além disso, a escolha de qual rede você vai usar é essencial para atingir as pessoas certas. Dessa forma, é fundamental um estudo de público-alvo e persona para descobrir qual é a melhor opção para o seu negócio.

Outra prática interessante é o estudo da concorrência. Faça uma pesquisa sobre como empresas que atuam no mesmo setor que o seu se comportam nas redes sociais.

Quanto mais criativo for o seu conteúdo, mais pessoas vão querer visitar a sua página e criar um vínculo com a sua marca.

É por isso que planejamento e estratégia são as palavras de ordem para a criação dos conteúdos para as redes sociais.

E, claro, sempre lembrando que parte fundamental desse processo para obter melhores resultados, é a análise das métricas dessas redes.

Afinal, é a partir desses dados que é possível determinar qual o caminho você deve seguir para aumentar os resultados com o marketing digital.

 

Mão na Massa

Pronto para colocar colocar o Marketing Digital em ação no seu negócio? Vamos te ajudar com o primeiro passo:

3 Perguntas importantes para implementar o marketing digital

1.   Por que fazer Marketing Digital?

Pense no motivo e quais são os objetivos que você quer alcançar com esse conjunto de estratégias. Saber onde você quer chegar, já é metade do caminho!

2.   Para quem você quer falar?

Faça uma pesquisa de mercado! Defina quem é seu público-alvo, crie suas personas e mantenha elas como foco do seu conteúdo.

Mais importante do que se comunicar com um grande público, é se comunicar com as pessoas certas!

Quanto mais específico for o seu conteúdo, menor vai ser o alcance, mas maior vai ser a sua taxa de conversão.

 

3.   Como?

Analise quais são os melhores canais para colocar a sua estratégia em prática. Site? Blog? Quais redes sociais?

Além disso, pense em qual vai ser o formato utilizado em cada um em cada um: Vídeos? Imagens? Textos? Áudios?

4.   O que nunca posso esquecer?

Documentação e análise de resultados! É através dessas práticas que a sua estratégia vai alcançar a melhor eficiência, te fazer economizar investimentos e aumentar o retorno para o seu negócio.

Gostou de aprender mais sobre o que é marketing digital e como ele pode mudar toda a estratégia de marketing do seu negócio? Que tal saber mais um pouquinho sobre interação nas redes sociais? Aprenda nesse outro post a como fazer uma live de sucesso.

Compartilhe!

Deixe um comentário

Estamos atendendo pelo WhatsApp

Seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, estamos trabalhando de home office temporariamente. Se precisar de atendimento, pode nos enviar um WhatsApp que responderemos o mais breve possível!