Marca pessoal, como cuidar da sua (e aparecer no digital)

Sumário

Por Cláudia Figueiredo

A marca pessoal no ambiente digital é o que te diferencia do seu concorrente. Você pode ser muito bom no que faz, mas, se não sabe se vender, de nada adianta!

Por isso um dos pilares para conseguir alcançar seus objetivos e conquistar sucesso profissional e financeiro é sua Marca Pessoal.

O que é marca pessoal?

O Personal Branding, ou Marca Pessoal, é a impressão que deixamos nos outros e na memória que as pessoas têm de nós.

De acordo com Jeff Bezos, CEO da Amazon, a marca pessoal é “o que os outros dizem a seu respeito quando você não está presente”.

A boa notícia é que é possível trabalhar esse rastro, passando exatamente a mensagem que você deseja agregar à sua marca pessoal.

Continue lendo este texto que vamos explicar melhor o que influencia nossa marca pessoal, como melhorá-la e ações concretas para trabalhar com ela.

Mas, por que dar importância à marca pessoal?

Este é um assunto muito atual, proposto pelas novas formas de relacionar e mediadas por aplicativos de redes sociais.

A exposição nas mídias sociais acaba projetando uma imagem. A forma como nós somos percebidos é moldada através de nossos relacionamentos, nosso comportamento, nossas atitudes, nossa forma de vestir, nossa linguagem e até nossa identidade visual (cores e tipologias que utilizamos). 

É possível afirmar, portanto, que a nossa pessoa é um produto em si. E a forma como nos apresentamos interfere na maneira com a qual somos avaliados, impactando no valor (alto ou baixo) que as pessoas atribuem a nós. 

Em outras palavras, trata-se de gerir todos estes elementos que contribuem para o processo de criação da nossa marca. 

Diferenciais da marca pessoal

Criar uma imagem de marca nos ajuda em diferentes aspectos, inclusive para criar autoridade no ambiente digital.

Com certeza, vai contribuir para seu reconhecimento no setor profissional, mesmo que você esteja na CLT. No entanto, em se tratando de profissional liberal ou autônomo, a construção adequada da marca pessoal não é opcional.

Um bom posicionamento ajuda a obter mais clientes, ser convidado para palestras e eventos, além de aumentar consideravelmente a visibilidade no ciberespaço.

Para além da formação e do conhecimento profissional, é necessário aprender a divulgar a sua identidade de marca. 

E quais são esses elementos-chave da marca pessoal?

Tom de Voz

O que dizemos e como dizemos imprimem sensações em quem nos ouve ou nos lê. O tom de voz da marca é uma definição de uniformidade na maneira como nós nos relacionamos com nossos clientes. Logo, deve ser o mesmo em todos os pontos de contato com eles.

Ou seja, existe o mesmo tom de voz no site, nas redes sociais, em e-mails, embalagens, anúncios, etc.

É pela voz que a marca expressa sua personalidade e seus valores. É como forjamos nossa identidade e nosso posicionamento no mercado.

Imagem Pessoal

Dentro do que expressamos, em qualquer ambiente, também incluímos a imagem que projetamos. O corte do nosso cabelo, como nos vestimos, as cores de roupa que usamos, o formato dos nossos óculos e demais elementos e acessórios emitem uma mensagem não verbal que diz muito sobre nós, sem que precisemos abrir a boca.

Não estamos falando aqui de você ser uma pessoa que não é, mas de adequar seu estilo à mensagem que quer comunicar. Sugerimos buscar ajuda de uma profissional de Imagem e Estilo pode tem toda a expertise para isso.

Atitudes

Atos nos definem muito mais que palavras. Damos maior peso ao que uma pessoa faz, e não tanto às suas palavras. Se dizemos que “não toleramos atrasos”, devemos ser pontuais. Se queremos ser considerados responsáveis, precisamos cumprir nossos compromissos. Devemos agir como foi dito.

Portanto, nossa atitude determina o que dizemos e fazemos. Logo, como dizemos as coisas e como as fazemos é um fator determinante para nossa marca pessoal.

Conteúdo

Nosso conteúdo, por consequência, também impacta na nossa marca pessoal. Demonstrar que dominamos o assunto, que estamos em constante pesquisa e busca por mais conhecimento, colabora para a construção de autoridade que, no ambiente digital, acabou se tornando uma moeda forte para agregar valor ao nosso serviço ou produto. 

Mas, preste atenção a isso: podemos dominar técnicas e saber muito sobre um determinado assunto, mas, se não sabemos comunicar isso, ficamos enjaulados no limbo de inúmeros profissionais que, embora detentores de muita expertise, não sabem se vender.

Networking Qualificado

Ainda que estejamos vivendo em um mundo híbrido (entre o real e o virtual), o boca-a-boca ainda é uma importante mola propulsora de negócios. A recomendação de nossos serviços/produtos continua tendo peso máximo. 

Contudo, em se tratando do digital, é preciso pensar em parcerias estratégicas, ou seja, fazer lives ou conteúdos colaborativos com pessoas que possam agregar ao nosso serviço/produto. Buscar uma parceria qualificada vai fazer toda a diferença na sua marca pessoal. 

Resumindo

Todas as questões levantadas aqui se enquadram no autoconhecimento. Não se trata de criarmos uma imagem falsa de nós mesmos, mas de tirar proveito de tudo que temos e que nos tornam únicos e autênticos. Para isso, devemos conhecer nossas virtudes para explorá-las e também nossos defeitos para os alterar.

Porém, não podemos construir nossa marca pessoal em uma farsa porque, um dia, ela desmoronará. Não é sobre isso que estamos falando aqui.

Crie uma estratégia nas redes sociais

A definição das redes sociais nas quais você estará presente depende da estratégia de marca pessoal que você decide iniciar. Para ter visibilidade, você deve criar um modelo em que planeja o conteúdo que será publicado em cada rede. 

Aqui no Blog da Ensine você tem outros conteúdos postados sobre #marketingdigital que podem lhe ajudar nesta estratégia. Navegue sobre os outros posts, clicando nos links logo abaixo:

Planejamento de Redes Sociais, por onde começar?

Foco do marketing deve ser relacionamento com o cliente

Qual a importância da identidade visual no seu negócio?

Público-alvo e persona: qual a diferença e como utilizar no seu negócio?

Deixe um comentário

Você também pode gostar de ler

Marketing

Marketing para nutricionistas: o guia da presença digital

Você já conhece alguma estratégia de marketing para nutricionistas?  Se sim, sabe que informação de qualidade nunca é demais. Nesse caso, aproveite o texto a seguir para se atualizar sobre as tendências e conversas que acontecem nas redes. Agora, se você quer divulgar aos quatro cantos seus serviços em nutrição e não sabe como, então

Continuar lendo »
Marketing

5 tendências do Marketing Digital para 2023

O Marketing Digital tem caminhado cada vez mais para experiências mediadas pela tecnologia e também humanização. Reunimos alguns caminhos que ele deve continuar trilhando no ano de 2023.  5 – Inteligência Artificial e Aprendizagem dos robôs.  Iniciamos esta lista com a comercialização de inteligência artificial (IA) e aprendizagem de máquinas (ML) – Machine Learning. Embora

Continuar lendo »
Marketing

4 tendências do marketing digital para você conhecer

Os acontecimentos dos últimos anos fizeram surgir novas necessidades e provocaram uma aceleração na forma como os consumidores compram através da internet.  Logicamente, as empresas tiveram que acompanhar. Muitas das que não atuavam no mundo digital tiveram que marcar presença na web a fim de não perder clientes.  Todas essas mudanças têm a ver com

Continuar lendo »
Marketing

Técnicas de filmagem: como gravar vídeos com qualidade

Conteúdo em vídeo é um dos formatos de maior sucesso na internet. Pessoas de diferentes perfis socioeconômicos, faixas etárias, gêneros e origens consomem esse tipo de conteúdo com frequência. Por isso, é cada vez mais importante produzir vídeos de qualidade.  Para ajudar você nessa tarefa, preparamos este artigo com algumas das principais técnicas de filmagem. 

Continuar lendo »

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp.