• Cursos

      Certificados reconhecidos pelo MEC, excelentes professores, plataforma de estudos descomplicada e tudo o que você precisa para se destacar. Conheça nossos cursos.

      Graduação

Jogos Cooperativos

Jogos Cooperativos: O que são e para que servem?

Sumário

Você sabe o que são jogos cooperativos? Muitas vezes confundido com esportes coletivos, o jogo cooperativo é uma ferramenta muito usada pelos melhores profissionais de Educação Física. Ideais para ambientes de trabalho ou escolares, esse tipo de atividade não tem restrição de idade e tanto adultos quanto crianças podem participar.

Neste texto você vai conhecer um pouco mais sobre essa modalidade e como ela é usada para educar jovens e treinar profissionais em carreiras corporativas.

Entendendo os jogos cooperativos

Os jogos cooperativos são exercícios de construção de ambientes coletivos saudáveis. Em outras palavras, estamos falando de espaços de cooperação e ajuda entre as pessoas.

O objetivo principal é incluir os participantes na resolução de tarefas e desafios. De modo geral, o jogo cooperativo funciona para estabelecer uma relação de confiança e parceria em um clima leve. Dessa forma, a equipe se fortalece e se conecta.

Esqueça o modelo dos esportes tradicionais como o futebol baseados em competição e disputa. A ideia aqui é outra. Jogos cooperativos não possuem eliminações, punições, vencedores ou perdedores.

Um jogo cooperativo propõe a solução de problemas na qual todas as pessoas se envolvam. Por isso essa ferramenta é tão utilizada por escolas e empresas. Espaços coletivos demandam uma resolução de problemas baseada em parceria, entrosamento e diálogo.

6 tipos de jogos cooperativos para Educação Física

Os educadores físicos contam com inúmeros exemplos de jogos cooperativos. No geral, toda forma lúdica ou simbólica de cumprimento de uma meta coletiva pode ser organizada nesse modelo.

Quanto mais a coesão das equipes, turmas e coletivos se torna um valor central para empresas, escolas e famílias, mas os jogos cooperativos ganham destaque. Não por acaso, essa é uma das principais tendências na área da Educação Física.

Aliás, diversos estudos mostram as vantagens dos jogos cooperativos em relação aos jogos competitivos tradicionais. Para ajudar, a Ensine separou 6 exemplos de jogos cooperativos para você organizar na escola, em casa ou no seu local de trabalho!

1. Esporte Cooperativo

Objetivo geral: Descentralizar a perspectiva da competição no esporte e desenvolver relações empáticas e solidárias.

Nesse tipo de prática, toma-se como base uma modalidade esportiva qualquer (vôlei, basquete, futebol, queimado, etc.) e readaptam-se algumas regras para favorecer a cooperação:

  • Rodízio – o marcador do ponto passa para a outra equipe. Podem ser estabelecidos outros critérios para esse rodízio entre as equipes (tempo ou quando a bola sair, por exemplo).
  • Todos passam – o ponto só é validado se todos da equipe participarem da jogada.

2. Lençolbol

Objetivo geral: Exercitar a contribuição coletiva para a resolução de uma tarefa.

Objetivo específico: Controlar e arremessar a bola ao cesto.

No Lençolbol, os integrantes da equipe seguram as extremidades de um lençol e controlam uma bola em cima desse lençol. A equipe deve executar uma tarefa: encestar a bola ou realizar um determinado percurso.

3. Vôlei Infinito

Objetivo geral: Desenvolver a participação e o êxito coletivo em detrimento do êxito pessoal ou de um pequeno grupo em função do todo.

Objetivo específico: Manter a bola em jogo com a participação de todos os jogadores e desenvolver fundamentos do vôlei (manchete e toque).

O vôlei infinito é como um jogo normal de voleibol. Entretanto, o objetivo não é fazer pontos na equipe adversária, e sim, manter a bola no alto realizando o maior número de passes possíveis. Para deixar a brincadeira mais divertida, você pode limitar o tempo e definir metas de passes ou toques por jogador. Aliás, uma vantagem desse tipo de jogo cooperativo é a sua adaptação: você pode usar diferentes bolas ou balões, restringir os toques a diferentes partes do corpo, etc.

4. Caneta na garrafa

Objetivo geral: Exercitar a colaboração de todos para a resolução de uma tarefa comum.

Objetivo específico: Fazer com que a caneta entre no gargalo da garrafa.

O jogo da caneta na garrafa fica mais divertido e mais difícil quanto mais pessoas participarem. A ideia é simples: você vai precisar de uma caneta amarrada a um pedaço de barbante de cerca de 30 cm e de barbantes maiores distribuídos a cada um dos participantes. As linhas dos participantes devem ter uma de suas pontas amarradas em um nó central. Depois, amarre a ponta do barbante preso à caneta nesse nó.

A garrafa deve ser posta no chão e, com as cordas esticadas, a equipe deve colocar a caneta dentro da garrafa. O mesmo pode ser feito com os participantes de olhos fechados ou de costas para a garrafa. Nesse caso, as instruções para o movimento devem ser dadas por um dos colegas.

5. O Troféu

Objetivo geral: Exercitar a destreza, a sincronia e o trabalho em equipe.

Objetivo específico: Conduzir a bola equilibrada na madeira pelo percurso determinado.

Cada participante da equipe recebe um pedaço de madeira. Por não ser possível equilibrar a bola em apenas uma madeira, a equipe deve se organizar para que a junção das madeiras de todos os integrantes forme uma base para conduzir a bola. A tarefa faz com que a equipe tenha que planejar seus movimentos conjuntamente para manter a bola em equilíbrio.

6. Desenho às cegas

Objetivo geral: Exercitar a comunicação, dar e receber orientações e instruções.

Objetivo específico: Reproduzir um desenho sem conhecê-lo e de olhos vendados, seguindo apenas as orientações do companheiro.

Por fim, uma atividade para ser feita em dupla. A brincadeira é feita com uma folha de papel, caneta ou lápis e algo para vendar os olhos. Em todo caso, o participante pode simplesmente manter os olhos fechados. O participante que fica com os olhos abertos recebe um desenho e precisa narrá-lo para o seu companheiro. Sem olhar para o papel, a pessoa que escuta deve reproduzir o desenho narrado.

Os desenhos variam seu grau de complexidade de acordo com a idade dos participantes. Podem ser trazidos e distribuídos pelo professor/mediador ou desenhados no quadro para os participantes videntes. Cabe ao integrante vidente dar orientações para a reprodução do desenho pelo companheiro vendado. Ao final, as duplas compartilham o resultado com a turma e invertem-se os papéis.

Conheça o melhor curso de Educação Física do mercado

E aí, gostou de conhecer um pouco mais sobre Jogos Cooperativos? Essa é só uma das áreas que fazem da Educação Física uma profissão do futuro!

E você sabia que ninguém leva a Educação Física tão a sério quanto a Ensine?

Confere a página do nosso curso e entenda por que nós estamos revolucionando o mercado!

Deixe um comentário

Você também pode gostar de ler

Educação Física

Alunos do 6º período de Educação Física batem papo com a Equipe Paralímpica de Natação de Juiz de Fora

Na última terça-feira, dia 23 de agosto de 2022, o professor Gabriel Lade promoveu para a disciplina de Educação Física Adaptada um encontro entre os alunos do 6º período do curso de graduação em Educação Física da EnsinE com uma equipe de treinadores paralímpicos e alguns atletas da região.  A equipe paralímpica No encontro, estavam

Continuar lendo »
Educação Física

EnsinE apoia projeto de capacitação de atletas em Juiz de Fora

Não tem jeito, desde que aquele menino franzino saiu da pobreza para ser consagrado rei, o sonho de ser jogador de futebol tomou conta dos corações brasileiros. Essa é a história de Pelé, mas é também a de tantos outros meninos: pobres e sem perspectiva de prosperar na vida em um país que por centenas

Continuar lendo »
Educação Física

Workshop debate a importância da atividade física para a saúde

Atividade física faz bem para saúde, ponto. Para levar essa bandeira a mais pessoas e contribuir no debate sobre prevenção e tratamento de doenças, a Faculdade Ensine fez o 1º Workshop de Educação Física da instituição. Com o tema “A abordagem interdisciplinar no combate ao câncer”, o 1º Workshop de Educação Física da Faculdade Ensine

Continuar lendo »
Características do Empreendedor até o sucesso
Educação Física

10 características do empreendedor de sucesso

Para se obter sucesso, existe uma série de comportamentos empreendedores que vão orientar na direção do sucesso. Vamos ler nesse texto as dez principais Características Comportamentais do Empreendedor e, desta forma, aproximar a pessoa que deseja empreender do sucesso, seja na área de atividades físicas, da música ou qualquer área de atuação. Quem foi David

Continuar lendo »

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp.