Jornal Nacional mostra a falta de padeiros no Brasil

O QUE VOCÊ VAI LER

Difícil encontrar alguém que não ame o cheiro, o som, o sabor e a alegria de um pão fresquinho. O pão é a base da alimentação da maioria dos brasileiros e um alimento fundamental no cotidiano das famílias, estudantes e colegas de trabalho. Já imaginou o que aconteceria se toda essa gente ficasse sem pão?

Pois saiba que tal cenário hipotético – e terrível – é motivo de análise nos últimos anos.

Isso porque o mercado de trabalho na área de panificação e confeitaria está enfrentando uma crise inédita: está faltando padeiro no Brasil. Além disso, a escassez de profissionais vem se juntar a outro problema: o preço dos insumos vêm crescendo graças a fatores internacionais e climáticos.

Mas calma, há boas notícias – e grandes oportunidades – para quem souber se posicionar agora no setor de panificação.

Leia também

O que é gastronomia?

Conheça o curso de Panetone da Gastronomia Ensine e Dispropan

A doce história da confeitaria

Como fazer ovo de páscoa? A gente ensina

Pão francês, paixão brasileira

O pão francês ocupa um lugar especial na mesa e no coração dos brasileiros, liderando as vendas nas padarias.

Esta paixão nacional pode ser atribuída a diversos fatores, como a tradição que remonta a gerações, a versatilidade do pão em combinar com diferentes acompanhamentos, e o prazer simples, mas profundo, de saborear um pão quentinho.

Anualmente, o Brasil consome 2,3 milhões de toneladas de pão francês. Aliás, preservar essa tradição ficou um pouco mais difícil com o aumento dos preços provocado pelas mudanças climáticas e pela guerra na Ucrânia. A alta do custo do trigo superou a inflação no período de um ano e as padarias têm se esforçado para minimizar o impacto desses aumentos no preço final.

Mas agora outro problema ameaça a alegria do nosso café da manhã: o Brasil está ficando sem padeiros.

Apertem os cintos, o padeiro sumiu

Em matéria jornalística recente, o Jornal Nacional mostrou que existem cerca de 140 mil vagas de padeiro abertas por todo o país atualmente. Só em São Paulo são 40 mil.

A falta de padeiros, confeiteiros e até atendentes coloca em xeque a capacidade de atendimento das padarias brasileiras.

Iniciativas Inovadoras

Para suprir a carência de padeiros e confeiteiros, o governo e instituições de ensino, em colaboração com o setor privado, têm desenvolvido programas de formação e capacitação. Por exemplo, o Sindicato dos Padeiros de São Paulo oferece cursos em parceria com entidades, focando em técnicas de panificação e confeitaria.

A Graduação em Gastronomia da EnsinE e Dispropan também atua para capacitar o mercado de trabalho na área. Nós oferecemos diversos cursos de capacitação para profissionais da área, como por exemplo:

Muitos outros ainda serão disponibilizados, então acompanhe a Gastronomia da EnsinE e Dispropan para saber das novidades!

Oportunidades e Desafios

Em contrapartida, a escassez de mão de obra vem acompanhada de oportunidades de crescimento para aqueles dispostos a mergulhar no universo da panificação. No entanto, os desafios na atração de mão de obra são notáveis, especialmente pela demanda de trabalho em finais de semana e feriados e pelo nível de exigência física associado à profissão.

Este panorama do mercado de panificação e confeitaria no Brasil destaca uma realidade complexa, que exige soluções inovadoras e um novo olhar sobre a valorização e capacitação profissional no setor.

Por isso é tão importante que os currículos em gastronomia sejam adaptados às necessidades do mercado, como acontece na graduação da EnsinE com a Dispropan.

Chances de crescer com a panificação

Muita gente não acredita, mas a transição de carreira dentro das padarias é uma realidade. Há casos de profissionais que iniciaram em funções auxiliares e, através de cursos e treinamento, tornaram-se padeiros e confeiteiros, dobrando seus salários.

A padaria, além de ser um ponto de encontro tradicional nas comunidades, representa uma possibilidade real de ascensão profissional e pessoal para muitos brasileiros.

Por isso, as pessoas interessadas precisam aproveitar a oportunidade para se destacar. O ideal é buscar capacitação e aproveitar as oportunidades de aprendizado e crescimento no setor. Faltam padeiros no Brasil e sobra vontade de saborear pãezinhos de qualidade: é a melhor hora de entrar no mercado.

 

Deixe um comentário

Você também pode gostar de ler

Gastronomia

Jornal Nacional mostra a falta de padeiros no Brasil

Difícil encontrar alguém que não ame o cheiro, o som, o sabor e a alegria de um pão fresquinho. O pão é a base da alimentação da maioria dos brasileiros e um alimento fundamental no cotidiano das famílias, estudantes e colegas de trabalho. Já imaginou o que aconteceria se toda essa gente ficasse sem pão? Pois saiba que tal cenário hipotético – e terrível – é motivo de análise nos últimos anos. Isso porque o mercado de trabalho na área

Continuar lendo »
Negócios

Como se tornar um profissional disputado no mercado

Nem poupança, nem bens, nem seguro: conseguir se tornar um profissional disputado no mercado é o maior ativo que existe hoje. Nós estamos todos vivendo grandes transformações. As mudanças ambientais, políticas, tecnológicas e econômicas aumentam ainda mais o desafio e a complexidade de quem quer se destacar profissionalmente. Além disso, transformações no mundo do trabalho exigem respostas inovadoras. É o grau de empregabilidade da pessoa que determina quais oportunidades chegam até ela, o valor dos salários e as chances de

Continuar lendo »

Funcionamento durante o recesso de Páscoa

A partir de quinta, dia 28, todos os nossos setores estarão em recesso. Retornaremos na segunda-feira, dia 1º de abril (é verdade)!

Aproveite o feriado com alegria e chocolates!