• Cursos

      Certificados reconhecidos pelo MEC, excelentes professores, plataforma de estudos descomplicada e tudo o que você precisa para se destacar. Conheça nossos cursos.

      Graduação

Dia Mundial da Água

A importância da água para o planeta Terra e para o corpo humano

Sumário

Nosso planeta é coberto em mais de 70% por água. E o nosso corpo também é constituído por mais de 70% de água. Você consegue imaginar sua vida com escassez desse recurso tão precioso?

O ser humano, ou qualquer outra forma de vida, não sobrevive sem a água. Fato!

Apesar da aparente “abundância”, 97% da água na Terra é salgada, nos mares e oceanos, e é muito caro, ainda, torná-la própria para o consumo.

Os 3% de água restante é doce, mas 2% está congelada em geleiras, nos polos norte e sul, e apenas 1% está nos rios, lagos, lençóis freáticos e são potáveis, conforme o WWF-Brasil, o Fundo Mundial para a Natureza.

Portanto, de toda água em nosso planeta apenas 1% serve para consumo e é preciso dividi-la com mais de 7 bilhões de pessoas.

Terra, planeta água

A sociedade utiliza a água para uso doméstico, na indústria, na agricultura, na produção de bens de consumo. A água gera a maior parte da eletricidade consumida em todas as metrópoles do mundo.

Mas um estudo da Agência Nacional de Águas (ANA – 2019) nos informa que em 20 anos, 48 países deverão enfrentar escassez ou falta de água extrema, afetando 2,8 bilhões de pessoas, principalmente no Oriente Médio e África.

A distribuição e a disponibilidade de água potável determinam numerosos aspectos da vida econômica, social, cultural e histórica das populações do planeta.

As primeiras civilizações se desenvolveram às margens de rios e lagos. Até que essas civilizações aprendessem a lidar com os benefícios das águas dos rios e lagos, também sofreram com elas: enchentes, salinização das áreas irrigadas e doenças transmitidas por meio da água (doenças de veiculação hídrica).

A importância da água para a vida

A água ajuda a hidratar, a levar o oxigênio e sais minerais para as células, além de eliminar as substâncias tóxicas de nosso corpo por meio do suor e da urina.

Está relacionada com todas as funções biológicas realizadas em nosso corpo, mesmo antes de nascermos. A água está presente no líquido amniótico, nos protegendo dentro do útero materno.

Para os benefícios da hidratação, é essencial garantir que se esteja consumindo água da forma mais saudável possível: bebendo o líquido puro, em chás, sucos naturais ou até mesmo por meio das frutas.

Entre os benefícios para o corpo, está comprovado que a água:

  • Regula a temperatura corporal
  • Auxilia na desintoxicação do organismo
  • Ajuda na absorção de nutrientes
  • Deixa a pele hidratada
  • Auxilia no metabolismo celular, contribuindo para o emagrecimento
  • Previne o aparecimento de pedras nos rins
  • Melhora a circulação sanguínea
  • Facilita a digestão de refeições

Regulação da temperatura corporal

Para controlar a temperatura, o corpo produz o suor quando tem a sua temperatura elevada, ficando acima dos 37°C.

Isso é comum durante a prática de exercícios físicos ou em locais muito quentes, e o suor inicia um processo de evaporação, resfriando o corpo.

99% do suor é composto por água. O restante é uma concentração de sódio, cloro, potássio e magnésio.

Desintoxicação do organismo

A água mineral pura é o principal aliado para desintoxicar o organismo. Seu consumo favorece a eliminação de toxinas, sejam as produzidas naturalmente e também por fatores externos, como a poluição do ambiente ou a má alimentação (alimentos industrializados e fast-foods).

Além de estimular o funcionamento dos rins e com isso prevenir infecções urinárias, a água ajuda o trânsito intestinal e promove uma verdadeira “faxina” no corpo humano.

Melhora a absorção de nutrientes

As vitaminas hidrossolúveis, como as do complexo B e C por exemplo, precisam de água para que sejam absorvidas plenamente pelo organismo.

Favorece a aparência da pele

Como a água promove a revitalização das células, o processo de hidratação beneficia também pele. A desidratação faz com que ela fique ressecada e até descascada.

A elasticidade da pele pode mudar quando falta água no organismo, o que contribui para a formação de rugas.

É aliada do emagrecimento

A água favorece a sensação de saciedade e não tem nenhuma caloria. Sua ingestão mantém o metabolismo em constante movimento.

Se consumida entre 20 e 30 min antes das refeições, pode auxiliar na diminuição do apetite.

Previne o aparecimento de pedras nos rins

A água é essencial para o funcionamento dos rins e para que ele desempenhe corretamente suas funções: filtragem do sangue e das impurezas.

Se ingerirmos pouca água, o rim fica sobrecarregado e não tem as condições ideais para realizar esse processo.

Quando o rim “percebe” pouco líquido no organismo, ele concentra a urina como reserva de água e, nesses casos, podem se formar pedras nos rins e na bexiga, o famoso cálculo renal.

Ajuda a controlar a pressão arterial

A água ajuda a controlar a pressão arterial, pois determina a densidade do sangue, que é composto de 83% de água.

A falta dela pode levar ao fechamento de capilares sanguíneos e, consequentemente, ao aumento de pressão nas artérias.

Facilita a digestão de refeições

A água melhora o trato digestivo, já que é essencial na dissolução dos nutrientes para que estes possam ser absorvidos pelo sangue e levados para as células.

Mas, para que todo o organismo funcione da forma correta, é preciso repor toda essa água que está sendo consumida pelo corpo.

Por isso, a recomendação geral dos médicos é que uma pessoa consuma de 2 a 3 litros de água por dia, de acordo com sua composição corporal.

Raphael Soares, coordenador do Bacharelado em Educação Física da Faculdade EnsinE, questiona se estamos ingerindo o volume correto de água todos os dias e responde essa questão abaixo:

“Basta uma simples conta matemática: para cada quilo de peso corporal, precisamos ingerir pelo menos 35ml de água, ou seja: multiplica o seu peso por 35 para obter o resultado em mililitros.”

Tabela de ingestão de água

Sarcoplasma

A água é responsável por 75 a 85% de todo o material encontrado dentro do sarcoplasma. Pensando nessa alta concentração, podemos entender como uma desidratação severa pode afetar não somente as funções do sistema nervoso, mas também de diferentes órgãos como, por exemplo, os músculos.

A hidratação, principalmente durante a prática prolongada de exercício durante o verão, é algo extremamente importante. Por isso, não devemos esquecer de beber água.

Efeitos da falta de água no organismo

Um caso muito famoso que poucas pessoas conhecem, ou entenderam de fato, é o da maratonista suíça Gabriela Andersen-Schiess, que chegou cambaleando ao final da prova da maratona das Olimpíadas de Los Angeles em 1984.

Segundo o Prof. Dr. Boris Gojanovic, chefe do Swiss Olympic Medical Center, Schiess estava quase inconsciente.

Espírito Olímpico

As imagens da atleta são utilizadas até hoje para mostrar o “Espírito Olímpico”.

Mas, na realidade, não há nada de tão heroico nessas cenas, pois possivelmente ela nem estava plenamente consciente. Ok! E o que isso tem a ver com a hidratação durante o exercício?

O professor Raphael, ex-aluno do Dr. Boris Gojanovic, nos explica a seguir:

Professor Raphael Soares“Bom, ela simplesmente não bebeu água durante boa parte da prova, e o resultado disso foi uma desidratação severa resultando em confusão mental e fortíssimas câimbras provocando muitas dores. ”

 

Raphael acrescenta que a atleta também poderia ter sofrido uma parada cardíaca ou lesões graves no sistema nervoso central, deixando sequelas para o resto de sua vida.

“Para compreendermos a gravidade do que houve, precisamos entender um pouco mais o que ocorreu em nível celular”, continua Raphael.

A prova aconteceu num ambiente com alta temperatura, o que potencializa e acelera o processo de desidratação.

Esse, por sua vez, diminui o pH nas células, deixando-as mais ácidas.

Se somarmos os dois processos (desidratação e diminuição do pH), teremos a desnaturação proteica paralisando o metabolismo celular, que em casos extremos pode gerar necrose tecidual.

Felizmente, nenhuma dessas hipóteses aconteceu e Gabriela conseguiu terminar a prova e se recuperar.

Durante uma aula da disciplina de fisiopatologia cardíaca no meu mestrado, o Prof. Gojanovic disse sentir vergonha toda vez que ele assistia o final daquela prova.

Para ele, os médicos da prova e, principalmente, o corpo médico suíço deveriam ter retirado a atleta da competição.

Voltando ao sarcoplasma, encontramos no seu interior gotículas de gordura responsáveis por fornecer energia para as funções musculares e para a contração muscular; grânulos de glicogênios, que são moléculas condensadas de glicose (também responsáveis por fornecer energia); organelas constituídas de diferentes cadeias de proteína que formam as miofibrilas, como por exemplo a miosina e a actina.

Dica da EnsinE

Santiago Paes, professor da Faculdade de Educação Física da EnsinE e nutricionista, alerta que a sede é um sinal tardio de desidratação.

Professor Santiago Paes“Uma pessoa que faz atividade física também precisa beber água, organizando o seu dia e incluindo a ingestão regular de água, e não apenas quando tiver sede”.

 

Mas Santiago, quanto de água devemos beber após a atividade física?

“Muito simples: primeiro a pessoa se pesa antes do exercício. Realiza o treino normalmente e, ao finalizar a atividade, se pesa novamente.

Pegamos a diferença de peso antes e depois do exercício e convertemos em litros.

Essa é a quantidade de água que ele perdeu através do suor durante a atividade física.

Exemplo:

Volume de água após o exercício

Acompanhe o Grupo de Estudos em Personal Training com o Professor Santiago Paes

Conheça a página da Educação Física da Faculdade EnsinE

Deixe um comentário

Você também pode gostar de ler

Notícias

Dia do Profissional de Educação Física na EnsinE

Durante o mês de setembro a Faculdade EnsinE realizou uma série de ações para celebrar o Dia do Profissional de Educação Física. Foram diversos debates temáticos, eventos esportivos e palestras sobre o mercado de trabalho com as principais referências da área abertas aos alunos da Graduação em Educação Física da Faculdade EnsinE . Qual o

Continuar lendo »
Galeria de Fotos

1º Interclasse da Educação Física da Faculdade EnsinE

O 1º Interclasse da Educação Física da Faculdade EnsinE aconteceu no último dia 17 de Setembro, na quadra da faculdade. Na ocasião, tivemos jogos de Futebol, Vôlei e Handebol e os times foram formados pelos alunos, professores e colaboradores. Uma tarde divertida e de competição! Fotos do evento

Continuar lendo »

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp.