Conheça a Síndrome de Burnout

A sindrome de Burnout tem como principal característica o esgotamento físico e psíquico, ocasionando uma série de sintomas que podem se manifestar das seguintes formas:

  • Fadiga extrema, dores corporais e enxaquecas
  • Sono excessivo ou insônia
  • Afastamento de pessoas próximas do convívio 
  • Depressão e ansiedade
  • Lentidão do raciocínio e perdas na memória
  • Alteração abrupta de humor
  • Crises de choro

Durante o período da Pandemia, sobretudo nos primeiros meses, os profissionais da saúde foram expostos ao trabalho excessivo, tendo que realizar jornada dupla em  muitos hospitais, além de conviver diretamente com  a iminência de contrair o Covid 19 e transmitir para pessoas próximas da família.

 Em pesquisa recente, a Fundação Oswaldo Cruz  (FIOCRUZ) analisou os reflexos da pandemia e do isolamento social na saúde mental dos trabalhadores de maneira geral, e revelou que os sintomas de ansiedade e depressão atingiram 47,3% dos profissionais durante a pandemia, no Brasil e na Espanha. De acordo com a mesma pesquisa, 27,4% do total de entrevistados sofre de ansiedade e depressão concomitantemente , sendo que 30,9% foram diagnosticados ou fizeram tratamentos para doenças mentais no ano anterior . Esses resultados foram agravados pelo trabalho home oficce, que em grande parte das vezes exige que mais tarefas do funcionário.

 Se não tratados corretamente,  os sintomas da síndrome pode ter consequências preocupantes como vício e abuso de substâncias, insônia e distúrbios alimentares, além de alterações fisiológicas como fadiga contínua, doenças gastrointestinais, cardiovasculares,ataques cardíacos, colesterol, diabetes, úlceras, dores e problemas femininos no ciclo menstrual. 

 O coordenador do curso de Enfermagem Intensiva EAD, Pablo Corrêa, da Faculdade Ensine,destaca a importância de identificar 

“ Nós, como profissionais líderes, precisamos reconhecer os enfermeiros que muitas das vezes trabalham em jornadas duplas de trabalho, e ter a sensibilidade de notar mudanças de humor desses trabalhadores e saber encaminhar para o suporte necessário”.

Diante das primeiras constatações o primeiro passo é manter a calma e entender que é necessário desacelerar, reservar tempo suficiente para ter contato com os amigos e familiares. É importante reservar  horários para fazer atividades que gosta como: assistir filmes ou ler livros. Outro ponto importante é se distanciar  de noticiários sensacionalistas  e reconhecer as limitações do trabalho, aprendendo a dizer “não” quando necessário.

Compartilhe!

Deixe um comentário