Por que fazer o curso de bacharelado Educação Física da Ensin.E?

Ensin.E lança em 2020 o bacharelado em Educação Física com foco em empreendedorismo

Você faz arte da turma dos indecisos? Ou gostaria de tentar uma segunda graduação? A Educação Física é uma das áreas mais promissoras para os recém formados e para quem já atua no mercado. O setor não para de crescer, seja pela demanda populacional, ou pelo aumento dos problemas ligados ao sedentarismo.

Pensando em atender de forma eficiente esse público, a Ensin.E está com as matrículas abertas para o curso de Graduação em Educação Física. O curso terá foco em práticas empreendedoras, proporcionando ao aluno, professores atuantes no mercado e que poderão dividir suas vivências profissionais.

“Todo o nosso currículo foi elaborado para formar educadores físicos antenados com as novidades e atentos as mudanças. São eles que vão inovar e elaborar soluções criativas”, explica o Coordenador e professor do curso, Raphael Soares.

Rogério Tasca Nunes é sócio da Fibratech e da Faculdade Ensin.E, e a cara da campanha matrículas abertas!

Outro destaque no curso é a utilização da rede Fibratech, a maior da cidade, para as aulas práticas. Além disso, o aluno matriculado receberá 1 ano de academia gratuito. Tudo isso para que o estudante tenha o ambiente ideal para aprender e também estar em dia com a saúde. O curso já nasce da nova resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE), que estabelece Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de Graduação em Educação Física. O curso também trará significativas mudanças na forma de avaliação, adotando um sistema qualitativo, ou seja, ao contrário de notas e números, o foco será dado nas habilidades e ao conteúdo para desenvolvê-las.

As aulas acontecerão na rede Fibratech.

Por que fazer faculdade de Educação Física

bacharelado em Educação Física vai além de um aprendizado simples relacionado à prática esportiva e de atividades físicas. Para ser capaz de trabalhar com a educação não-formal, orientando alunos e clientes de diferentes faixas etárias, características e objetivos, o profissional precisa ter amplo entendimento do funcionamento do corpo humano.

Assim sendo, a faculdade de Educação Física combina disciplinas como Anatomia Humana, Fisiologia e Biofísica a outras como Atletismo, Ginástica Geral e Treinamento Desportivo. Todo esse conhecimento adquirido ao longo dos anos de estudo ― o curso tem duração de 04 anos ou 08 semestres ― faz com que o educador físico seja capacitado para atuar em diferentes ambientes, áreas e atividades.

Como veremos a seguir, o mercado de trabalho, além de aquecido, cria várias oportunidades para quem se forma em Educação Física. E é por essa razão que buscar essa graduação pode ser uma boa escolha para o seu futuro profissional.

As oportunidades de trabalho para o educador físico

É comum que o trabalho em academias seja o primeiro a ser lembrado quando pensamos nas possibilidades de atuação para quem faz faculdade de Educação Física. De fato, esse ambiente cria muitas oportunidades e o profissional pode assistir aos alunos em seus treinos de musculação, ministrar aulas coletivas (como spinning, danças e lutas) ou ainda, atuar como personal trainer.

A crescente preocupação da sociedade com a saúde faz com que o educador físico também encontre espaço para atuar com o treinamento de atletas amadores. Atualmente, as corridas de rua ganham destaque e novos adeptos a cada dia, o que torna possível ser um profissional autônomo que presta assessoria e acompanha aos corredores em sua preparação. Além disso, o egresso da faculdade de Educação Física pode atuar junto a atletas profissionais ou equipes esportivas.

Outras possibilidades são ministrar aulas e orientar atividades em clubes de lazer e de prática esportiva, como recreador em hotéis ou como autônomo e proprietário do próprio estúdio ou escola de esportes, por exemplo.

Áreas de atuação do educador físico

De maneira geral, o profissional de Educação Física atua nas áreas de:

  • Condicionamento físico — atuação como personal trainer em academias de ginástica, empresas ou de forma autônoma;
  • Esportes — especialização em modalidades esportivas nas mais diversas áreas, como crossfit, ioga, dança, boxe, muay thai, MMA, esportes coletivos, ciclismo, corrida de aventura, rafting, pole dance, dentre outras;
  • Gestão — gerenciamento de empreendimentos ligados à movimentação do corpo, à reeducação dos movimentos corporais com o objetivo de ensinar um estilo de vida ativo e saudável;
  • Performance — orientação nos treinamentos com foco em atividades esportivas ou para a disputa de competições de bodybuilding;
  • Reabilitação — ajuda na prevenção de doenças, problemas físicos e reabilitação de pacientes que sofreram com lesões ou precisam melhorar o seu condicionamento. Cardiopatas, pessoas amputadas ou que passaram por procedimentos cirúrgicos também precisam da orientação desses;
  • Recreação — entretenimento e treinamento de hóspedes em hotéis, spas, cruzeiros e clubes.
Personal trainer: uma das escolhas mais lucrativas;

Para quem é a faculdade de Educação Física

Se você se interessou por tudo o que leu até agora, é importante ter clareza quanto ao perfil ideal para o futuro profissional de Educação Física.

Isso porque não basta gostar de esportes ou de musculação, por exemplo. Quem busca uma faculdade de Educação Física precisa ter interesse em atuar pela promoção e manutenção da saúde de outras pessoas. Algo que envolve ser capaz de identificar as necessidades de cada aluno ou cliente e se aprimorar continuamente para passar as melhores orientações para cada objetivo e características físicas.

Identificou-se? Então, a graduação em Educação Física pode ser a escolha certa para você! Matricule-se já! 

Compartilhe!

Deixe um comentário

Estamos atendendo pelo WhatsApp

Seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, estamos trabalhando de home office temporariamente. Se precisar de atendimento, pode nos enviar um WhatsApp que responderemos o mais breve possível!