Empreendedor ganha 1 milhão com despedidas de solteiro

Agência de despedidas de solteiro inova e movimenta o já rentável mercado de casamentos 

Já imaginou ganhar 1 milhão produzindo despedidas de solteiro? O administrador de empresas, Eduardo Vespa teve a ideia da Startup Agência Hangover a partir do casamento de um amigo. Ele pesquisou despedidas de solteiro no Google e não encontrou nada relacionado, foi aí que teve a ideia. Em dois anos de funcionamento, a Hangover já realizou mais de 80 eventos e a previsão é que o faturamento este ano supere 1 milhão de reais.

De acordo com Eduardo, a despedida de solteiro é o momento mais esperado pré-casamento, “Nós vendemos experiência, e notamos que hoje as despedidas são mais do que a comemoração do fim da solteirice. O feedback dos noivos só nos animam ainda mais.”

Fundador da empresa de despedidas de solteiro.
Eduardo é o nome por trás da Hangover;

De acordo com a Startup, as viagens são os eventos mais procurados para despedidas de solteiro. Rio de Janeiro, Florianópolis, Salvador, Goiânia e São Paulo são os destinos nacionais. Já as viagens internacionais ficam por conta de Algarve, em Portugal, Budapeste, na Hungria, Bratislava, na Eslováquia, e Las Vegas, nos Estados Unidos. “Não trabalhamos com pacotes prontos e fechados porque cada noivo que chega aqui tem um perfil, um sonho e uma ideia. As viagens são as mais procuradas pelo tempo de duração.” Ele conta que a startup também atua em eventos tradicionais, como chá lingerie, happy hour, day spa, bar, balada e passeio de limusine.

Para os próximos anos, está nos planos da Hangover expandir o escritório para atendimento em outros países. “Já fizemos despedidas de solteiro para estrangeiros, tanto no Brasil como em outros países, e nós queremos seguir realizando despedidas em todos os lugares do mundo, com um número cada vez maior de diversidade de culturas e de pessoas.”, afirma.

Você sabe o que é Startup?

Muitas pessoas dizem que qualquer pequena empresa em seu período inicial pode ser considerada uma startup.
Outros defendem que uma Startup é uma empresa inovadora com custos de manutenção muito baixos, mas que consegue crescer rapidamente e gerar lucros cada vez maiores.
No entanto, há uma definição mais atual, que parece satisfazer a diversos especialistas e investidores: uma startup é um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza.

Startups são somente empresas da internet?

Não necessariamente. Elas só são mais frequentes na internet porque é bem mais barato criar uma empresa de software do que uma de agronegócio ou biotecnologia, por exemplo, e a web torna a expansão do negócio bem mais fácil, rápida e barata – além da venda ser repetível. Mesmo assim, um grupo de pesquisadores com uma patente inovadora pode também ser uma Startup – desde que ela comprove um negócio repetível e escalável.

Confira também outro ótimo exemplo de empreendedora!

Conteúdo retirado dos sites: Pequenas Empresas e Grandes Negócios e Sebrae.
Compartilhe!

Deixe um comentário