Conheça 5 tendências para o marketing digital em 2021

2020 se foi, mas suas cicatrizes ficam. O Covid-19 exigiu que o mundo reorganizasse suas prioridades: se conectar com o ambiente virtual não era mais opção, é necessidade. No setor do Marketing não foi diferente. Empresas e marcas tiveram que rever posicionamentos e hábitos. Dessa forma, as transformações de 2020 vão influenciar fortemente o marketing de 2021.

Todo mundo foi impactado pela pandemia do novo coronavírus, em menor ou maior grau. Ou seja, consumidores e empresas tiveram que se adaptar ao isolamento social.

Essas mudanças levaram a digitalização acelerada dos negócios, e consequentemente impactaram o Marketing Digital. Novas tendências foram surgindo, velhos hábitos foram ficando para trás e movimentos que já vinham sendo apontados nos últimos anos, foram acelerados.

Então, bora entender o que nos espera em 2021? Como será o Marketing Digital no próximo ano, considerando as mudanças que vivemos em 2020 e que ditam ou influenciam a maioria das tendências?

As lives continuam: interação em tempo real

Há alguns anos a transmissão ao vivo tem se mostrado uma potente ferramenta de interação entre clientes e marcas. Porém, a quarentena trouxe as lives para um novo patamar. 

Com a impossibilidade de circular nas ruas, realizar eventos e encontros presenciais, as empresas, artistas e prestadores de serviço se jogaram nas interações em tempo real. As lives se multiplicaram em todos os canais!

O sucesso foi tanto que o Instagram liberou a funcionalidade para o desktop e a monetização desse tipo de conteúdo. E você acredita que foi só em 2020 que as lives puderam ser salvas e publicadas em IGTV?

A live patrocinada de Marília Mendonça chegou a ter chegou a ter mais de 3 milhões de acessos na primeira hora — Foto: Reprodução/YouTube/Marília Mendonça

As lives possibilitam algo que é mais difícil alcançar em outros formatos: a interação humana. Em tempos de incerteza, se conectar com seu público é essencial.

Quem não é bobo já entrou na onda em 2020 e vai continuar apostando no formato em 2021. Além da interação é possível aumentar o alcance da sua marca, divulgar produtos e lançamentos e realizar collabs.

Para realizar uma live de sucesso é preciso participação. Então, busque formas de incluir os usuários no seu conteúdo ao vivo. Perguntas e respostas, entrevistas e webinars podem ser meios para alcançar esse objetivo.

Saem os macroinfluenciadores, entram os micro

Não é de hoje que se fala sobre o poder dos microinfluenciadores. Com uma comunidade altamente engajada e nichada, os produtores de conteúdo com menos de 100 mil seguidores têm sido cada vez mais cotados pelas marcas.

Inicialmente pela economia de capital, afinal os microinfluenciadores têm apresentado altas taxas de conversão cobrando um valor bem abaixo dos tradicionais “influencers”. Mas não fica por isso…

Você deve se lembrar do cancelamento da influencer fitness Gabriela Pugliesi, certo? Em 2020, a causa passou na frente dos números. As empresas têm buscado mais influenciadores diversos, autênticos e ligados a causas sociais do que com um gigante número de seguidores.

A influenciadora fitness Gabriela Pugliesi perdeu patrocínios ao promover uma festa em meio à pandemia. (Foto: Reprodução/Instagram)

Seguidor é apenas uma métrica de vaidade. O que converte é a interação diária e segmentada. Para entender mais sobre as estratégias de Marketing de influência, acesse nosso texto!

Crescimento do TikTok e Reels no Brasil

É inegável que 2020 foi o ano do Tik Tok! As dancinhas, os virais e os famosos challenges ficaram na boca do povo e não parecem se esgotar facilmente. No primeiro trimestre do ano, o Tik Tok foi o app mais baixado do mundo com 2 bilhões de dowloads.

E tudo indica que 2021 não será diferente: o Tik Tok segue sendo uma das principais tendências do Marketing Digital! O desafio para esse ano é decifrar o algoritmo da rede e interpretar os virais por lá.

Diversas marcas já entraram em ação e estão promovendo conteúdos no TikTok. Algumas criando conteúdo próprio, enquanto outras investem em parceiras com os criadores de conteúdo da plataforma.

Vendo a ascensão do concorrente, o Instagram não quis ficar para trás e logo fez o que faz de melhor: se adaptou! Em agosto de 2020 Mark Zuckerberg lançou o reels, ferramenta que permite criar vídeos de até 30 segundos.

Tanto o Reels, quando o TikTok possuem linguagem e até vocabulário próprio. Por isso, é essencial acompanhar os virais para ficar por dentro do que está “hitando” nessas redes.

Use e abuse dos efeitos de edição e filtros, procure as músicas e/ou áudios que estão bombando, aposte no humor e seja dinâmico. O formato do TikTok é bem diferente das outras redes.

Slow content

É muito provável que em 2020 você tenha se aventurado na produção de conteúdo. Seja para divulgar o seu negócio, falar sobre sua marca ou vender o seu serviço. Cada vez mais as pessoas estão tendo noção das transformações que o Marketing Digital pode oferecer para um negócio.

Por outro lado, as redes sociais só crescem, as plataformas digitais estão cada vez mais competitivas e os algoritmos parecem que vão nos engolir. Será que dá para produzir conteúdo na internet de forma constante sem pirar?

Não apenas é como estamos aqui para te ajudar nessa caminho, inclusive você já leu nosso texto sobre slow content?

Na contramão dos algoritmos, o Slow Content ou “conteúdo lento” prioriza a qualidade acima de tudo. O conceito vem da mesma corrente de pensamento do Slow Living – um movimento sobre ver e viver a vida de uma forma mais consciente e menos veloz. Mas como é isso na prática?

  • Tudo no seu tempo
  • Postar com propósito
  • Apreciar o processo
  • Explorar outras fontes

Podcasts seguem em alta

Há quem diga que 2019 foi o ano do podcast. Realmente, durante esse período o formato se consolidou no Brasil. Fomos apontados como o segundo país que mais consume podcasts no mundo. Mas não para por aí viu?

Os programas em áudio tendem a crescer ainda mais. Depois do sucesso do videocast Flow, com mais de 2 milhões de escritos no Youtube, prepare-se para ver, ou melhor ouvir, podcasts cada vez mais nichados e explorando também o formato em vídeo.

Criar um podcast não é um bicho de sete cabeças, mas com a alta competitividade é necessário ter um diferencial para se destacar. Você pode inovar na identidade visual, no tema do seu programa, na forma de conduzir ou nos convidados. O importante é pensar além da caixinha e ampliar os horizontes.

Nesse texto, você acompanhe 5 podcasts de Marketing Digital que se destacaram no mercado.

 

Esperamos ter te atualizado em relação as tendências e previsões para área do Marketing Digital em 2021. Não deixe de compartilhar com os amigos! Até a próxima!

 

 

Compartilhe!

Deixe um comentário

dezoito + catorze =